Eleições 2018: Lula continua liderando pesquisas de intenção de voto nas eleições presidenciais

Lula está preso porque 'vai ganhar as eleições', afirma Rafael Correa ex-presidente do Equador.
Lula está preso porque 'vai ganhar as eleições', afirma Rafael Correa ex-presidente do Equador.
Lula está preso porque 'vai ganhar as eleições', afirma Rafael Correa ex-presidente do Equador.
Lula está preso porque ‘vai ganhar as eleições’, afirma Rafael Correa ex-presidente do Equador.

Uma nova pesquisa do Instituto Datafolha sobre as intenções de voto nas eleições presidenciais foi divulgada neste domingo (15/04/2018), indicando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue liderando com 31%, seguido de Jair Bolsonaro (PSL) com 15% e Marina Silva (Rede) com 10%.

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa (PSB), aparece em quarto lugar com 8%, seguido do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB).

A pesquisa também simulou cenários em que Lula enfrentaria Bolsonaro, Marina e Geraldo Alckmin no segundo turno. O ex-presidente venceria em todos os casos.

O estudo também analisou o cenário em que Lula não participaria das eleições, tendo Fernando Haddad como candidato do PT. Neste caso, o deputado Jair Bolsonaro aparece na frente com 17%, seguido de Marina Silva com 15% e Ciro Gomes com 9%, empatado com Joaquim Barbosa. Haddad aparece com apenas 2% das intenções de voto.

A pesquisa ouviu 4.196 pessoas em 227 munícipios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Lula está preso desde o último sábado (7), na sede da Polícia Federal em Curitiba. Ele cumpre pena de 12 anos e um mês de prisão, a que foi condenado pelo Tribunal Federal de Recursos da 4ª Região (TRF4), por corrupção e lavagem de dinheiro.

*Com informações da Agência Sputnik.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9388 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).