Dia mundial da sáude: UNIFACS leva projeto sobre suporte a vida para escolas públicas de Feira de Santana

UNIFACS promove Festival de Sustentabilidade, Cultura e Arte.
UNIFACS promove Festival de Sustentabilidade, Cultura e Arte.

O Dia Mundial da Saúde é comemorado em diversos países neste sábado, dia 7 de abril de 2018. A data, criada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 1948, tem como objetivo estimular pautas sobre as questões que afetam a saúde e a qualidade de vida das pessoas. Neste ano, o tema escolhido pela organização para basear suas ações em nível mundial é “Saúde Para Todos”. Aqui em Feira de Santana, um professor da UNIFACS vem ganhando destaque nas escolas justamente por levar para os alunos de ensino médio e fundamental noções preciosas sobre o cuidado com a saúde.

Desde 2016, o professor dos cursos de saúde da UNIFACS, Alan Carlos Nery, vem desenvolvendo o projeto de Suporte a Vida, que capacita alunos de escolas da rede pública para lidar com situações de emergência. “O projeto começou com uma demanda institucional da própria Universidade, que já realizava a mesma ação em Salvador, voltado inicialmente somente para os alunos dos cursos de saúde. A iniciativa de levar esse conteúdo para as escolas partiu dos próprios estudantes da UNIFACS. Montamos um conteúdo direcionado para esse público e começamos a fazer parcerias com escolas estaduais e municipais”, conta Nery.

Durante as ações do projeto, os universitários, acompanhados do professor, explicam de forma bem prática e lúdica as principais técnicas e recomendações para lidar com casos de infarto, acidente vascular cerebral (AVC) e engasgo, além de ensinar como utilizar o Desfibrilador Externo Automático (DEA). “O curso é ministrado geralmente em duas horas. Ensinamos com reconhecer os sintomas e sinais dos casos críticos e orientamos sobre como prestar socorro. Com auxílio de bonecos, demonstramos como fazer massagem cardíaca e as posições que a pessoa deve ser colocada”, conta o professor.

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados em 2017, cerca de 300 mil brasileiros morrem por ano vítimas de complicações cardiovasculares. “Em cerca de 60% dos casos de infarto, as vítimas estão acompanhas por pessoas que não sabem prestar socorro. Isso só aumenta a gravidade dessas situações, elevando a taxa de mortalidade e custos com saúde. Nosso trabalhado é justamente levar informação para diminuir esses índices, promovendo uma maior condição de saúde para toda população”, defende Alan.

Informação para todas as idades

Em 2017, foram 11 escolas contempladas com o projeto de Suporte a Vida em Feira de Santana, além de uma outra instituição em Amélia Rodrigues. Este ano, além de ampliar o alcance do projeto para os estudantes do ensino médio e fundamental, os planos são de expandir para escolas de ensino infantil. “É importante que o acesso a informação sobre saúde chegue a diversas faixas etárias e que as crianças também tenham conhecimento sobre como proceder”, ressalta o professor.

“Nosso objetivo é, num primeiro momento, capacitar os professores e os funcionários das escolas, para que eles tenham a formação e também para que sejam capazes de acompanhar o aprendizado das crianças. Depois, levaremos o curso para os pais e responsáveis, e, somente num terceiro momento, é que faremos a ação com as crianças. A intenção é que o conteúdo seja bem lúdico e numa linguagem didática que eles consigam compreender”, complementa.

A cada ano, de acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 800 crianças morrem no Brasil por sufocação ou engasgamento. Os casos ocupam o terceiro lugar no ranking de mortes de crianças vítimas de acidentes no Brasil e representa a primeira causa em situações de crianças com até um ano de idade. “É muito importante que pais, professores e cuidadores tenham conhecimento prático sobre como lidar com o engasgo. São técnicas simples que podem salvar uma vítima rapidamente, quando são executadas de forma correta. A informação é a principal chave para promover a saúde”, completa Nery.

As escolas interessadas em receber o curso de Suporte a Vida devem entrar em contato com a coordenação do curso de Fisioterapia da UNIFACS em Feira de Santana através do email [email protected] ou [email protected]

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111219 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]