Comerciantes de Salvador são obrigados a pagar taxa de proteção a bandidos, denuncia deputado Carlos Geilson

Completou 40 anos de atuação no rádio o comunicador e deputado estadual Carlos Geilson (PSDB).
Completou 40 anos de atuação no rádio o comunicador e deputado estadual Carlos Geilson (PSDB).
Carlos Geilson: Definitivamente, estamos vivendo em uma terra sem lei e sem ordem.
Carlos Geilson: Definitivamente, estamos vivendo em uma terra sem lei e sem ordem.

A extorsão sofrida pelos comerciantes do Vale das Pedrinhas, em Salvador, obrigados a pagar uma “taxa de proteção” mensal aos bandidos que dominam a área, foi denunciada pelo deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quarta (11/04/2018).

“Isso ocorre a pouco mais de dois quilômetros do Palácio de Ondina, onde mora o governador, protegido por um monumental aparato de segurança”, frisou o deputado, que responsabilizou os quase 12 anos de governo do PT pelo avanço da criminalidade e pelo aumento da violência na Bahia.

Seja o dono de uma pequena barraca de frutas, seja o proprietário de um supermercado ou de uma academia, todos os comerciantes do bairro, que já arcam com uma elevada carga de impostos, agora têm que pagar uma taxa aos criminosos para que eles os protejam da bandidagem. Os valores variam de R$ 50 a R$ 1.000, a depender do tamanho do estabelecimento.

De acordo com o deputado, o comerciante que não se submeter a esse tipo de extorsão, inventada pela Máfia italiana no final do século 19, periga ter sua barraquinha destruída, sua loja saqueada, sua academia atacada e vandalizada. Ou mesmo, sofrer na própria pele, ou na de seus familiares, o castigo pelo desobedecimento às ordens da bandidagem.

“Definitivamente, estamos vivendo em uma terra sem lei e sem ordem”, concluiu.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115170 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.