UFBA celebra a ciência e a cultura no primeiro dia do Fórum Social Mundial

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Brasão da Universidade Federal da Bahia (UFBA).
Brasão da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

A Universidade Federal da Bahia inicia suas atividades no Fórum Social Mundial 2018 na próxima terça-feira, 13 de março, às 14h30, com uma verdadeira celebração da ciência e da cultura produzidas na Bahia. A cerimônia acontece no Salão Nobre da Reitoria, no Canela, e será marcada por uma homenagem ao casal de cientistas Zilton Andrade e Sônia Andrade e ao artista plástico e escritor Mestre Didi, Deoscóredes Maximiliano dos Santos, cujo centenário de nascimento se celebrou em 2 de dezembro de 2017. Antes da solenidade, o público será recepcionado na entrada da Reitoria pela Orquestra de Frevo e Dobrados, sob a regência do maestro Fred Dantas.

Zilton Andrade, prestes a completar 94 anos, professor emérito da UFBA e patologista reconhecido, é um dos mais importantes pesquisadores do Brasil em doenças endêmicas, em especial Esquistossomose e Chagas. Membro da Academia Brasileira, segue ativo, trabalhando diariamente em seu laboratório, junto com Sonia Andrade, na Fundação Oswaldo Cruz, em Salvador, a Fiocruz-Bahia. Sonia completará 90 anos neste ano, é também pesquisadora respeitada, e se notabilizou principalmente com seus estudos experimentais em doença de Chagas.

Juntos, os dois cientistas tiveram seis filhos, e são casados até hoje”. Vale adicionar um pequeno trecho da memória do CNPq para ressaltar a longa parceria e cumplicidade pessoal e científica do casal: “Sonia Andrade se notabilizou pelos estudos em doença de Chagas experimental. Seu interesse científico nesse campo se manifestou desde o início de sua integração ao Laboratório de Patologia, onde produziu, em 1955, os primeiros trabalhos, em co-autoria com Zilton: “A patologia da doença de Chagas (forma crônica cardíaca)” e “A patogenia da miocardite crônica chagásica (a importância das lesões isquêmicas)”, publicados, respectivamente, no Boletim da Fundação Gonçalo Moniz, e Arquivos Brasileiros de Medicina”.

Sacerdote artista

Mestre Didi, filho único da mãe-de-santo Maria Bibiana do Espírito Santo, era, como disse a antropóloga Juana Elbein dos Santos, sua mulher, em entrevista ao jornalista Luís Nassif em 2014, “um sacerdote artista. Expressa, através de criações estéticas, arraigada intimidade com seu universo existencial, onde ancestralidade e visão-de-mundo africanas se fundem com sua experiência de vida baiana”. A homenagem da UFBA a essa notável personagem da cultura baiana, que recebeu em 1983 o título máximo de Obá Mobá Oni Xangô, do rei de Ketu, em Benin, África, vai incluir a exibição de um grande boneco feito pelo artesão Jurandyr Sobrinho a partir de desenho do artista plástico Mauritano, na parte externa da Reitoria.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112929 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]