Deputado Daniel Almeida solicita Comissão Geral para tratar sobre fechamento da FAFEN em Camaçari

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Daniel Gomes: A notícia da desativação das atividades das unidades da FAFEN é preocupante, especialmente em razão das consequências para a nossa economia, mas, sobretudo no já combalido mercado de trabalho.
Daniel Gomes: A notícia da desativação das atividades das unidades da FAFEN é preocupante, especialmente em razão das consequências para a nossa economia, mas, sobretudo no já combalido mercado de trabalho.
Daniel Gomes: A notícia da desativação das atividades das unidades da FAFEN é preocupante, especialmente em razão das consequências para a nossa economia, mas, sobretudo no já combalido mercado de trabalho.
Daniel Gomes: A notícia da desativação das atividades das unidades da FAFEN é preocupante, especialmente em razão das consequências para a nossa economia, mas, sobretudo no já combalido mercado de trabalho.

Durante sessão plenária na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (20/03/2018), o deputado Daniel Almeida (PCdoB/BA) protestou contra o fechamento de duas unidades da FAFEN – Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados na Bahia e Sergipe. No discurso, Daniel citou os prejuízos para a economia do Nordeste e solicitou, em nome da Bancada da Bahia, a abertura de uma Comissão Geral para debater os impactos dos desinvestimentos da Petrobrás na indústria nacional.

“A notícia da desativação das atividades das unidades da FAFEN é preocupante, especialmente em razão das consequências para a nossa economia, mas, sobretudo no já combalido mercado de trabalho, uma vez que há possibilidade de mais de mil trabalhadores diretos perderem os seus postos de trabalho com a desativação”, disse o parlamentar.

Segundo o anúncio da Petrobrás, a desativação das unidades de produção ocorrerá até o final do primeiro semestre de 2018. “Não podemos permitir que mais trabalhadores sejam penalizados com a perda dos seus postos de trabalho, por isso convoco todos os deputados da Bahia, de Sergipe e do Nordeste a nos unirmos para tentar barrar mais esse desmonte”, solicitou Almeida.

Em âmbito estadual, além da perda nos postos de trabalho, haverá déficit na renda e receita dos municípios da região, sem contar potencial dano a toda cadeia produtiva do Polo Petroquímico dependente dos insumos da empresa. A FAFEN-BA começou suas operações em 1971 sendo a primeira fábrica instalada no Polo Petroquímico de Camaçari e a primeira a fabricar ureia no Brasil. Atualmente emprega cerca de 700 trabalhadores diretos. Já a FAFEN-SE entrou em operação em 1982 e conta atualmente com cerca de 300 empregados diretos.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 121932 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.