Agência quer levar turistas brasileiros para a Coreia do Norte

Turismo na República Popular Democrática da Coreia cresce nos últimos anos.
Turismo na República Popular Democrática da Coreia cresce nos últimos anos.
Turismo na República Popular Democrática da Coreia cresce nos últimos anos.
Turismo na República Popular Democrática da Coreia cresce nos últimos anos.

O turismo na República Popular Democrática da Coreia cresce cada vez mais; agora grupo de brasileiros querem ampliar o público na América Latina

A Coreia do Norte há muito tempo foi colocada como um lugar inacessível, o “país mais fechado do mundo”, entre outros esteriótipos. Em suma, algo distante da possibilidade de conhecer sua realidade, quanto mais conhecer pessoalmente.

Não somente ficou mais fácil para os brasileiros conseguir informações sobre a República Popular Democrática da Coreia, seja pelos sites oficiais do país na internet, seja por blogs e páginas de redes sociais brasileiras dedicadas ao tema, como agora também é possível viajar para o país para conhecê-lo in loco.

No final de 2017 foi criada em São Paulo a Manse Tours, a primeira agência turística da América Latina especializada em viagens para a Coreia socialista, reconhecida oficialmente pela Korean International Travel Company (KITC), estatal norte-coreana responsável por regular o serviço de turismo no país.

O turismo no país liderado por Kim Jong Un vem crescendo nos últimos anos, a partir dos investimentos do Estado em novas instalações turísticas, não apenas na capital Pyongyang, mas em regiões como a de Kaesong, de patrimônio cultural histórico tombado pela UNESCO, e as dos Monte Paektu e Monte Myohyang, algumas das principais paisagens naturais da Coreia.

Segundo, Guilherme Carvalho, um dos fundadores da empresa, “a criação da Manse Tours nasceu a partir do interesse pela Coreia Popular, depois do estudo da realidade concreta do país, muitas vezes deturpada pela grande mídia brasileira”. Para Carvalho, o trabalho da Manse poderá “proporcionar ao público brasileiro a chance de conhecer com seus próprios olhos o que de fato é a RPDC”.

Para Gabriel Gonçalves, co-fundador da empresa, que já visitou Pyongyang quatro vezes, a oferta de viagens à RPDC pode contribuir para a aproximação dos dois povos que, apesar de parecerem tão distante geográfica e culturalmente, tem muitas experiências a trocar uns com os outros”. “Nosso trabalho, para além das viagens, busca apresentar de forma mais direta a Coreia do Norte para o público latino-americano, por meio da difusão da cultura, da história, das peculiaridades da Coreia em nossas redes sociais”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108003 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]