Instituto Rômulo Almeida de Altos Estudos promove palestra sobre a legislação do IPTU de Salvador

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Convite da palestra com Karla Borges. Evento debate a legislação que regulamenta o IPTU de Salvador.
Convite da palestra com Karla Borges. Evento debate a legislação que regulamenta o IPTU de Salvador.
Convite da palestra com Karla Borges. Evento debate a legislação que regulamenta o IPTU de Salvador.
Convite da palestra com Karla Borges. Evento debate a legislação que regulamenta o IPTU de Salvador.

O Instituto Rômulo Almeida de Altos Estudos (IRAE) promove palestra com a professora de Direito Tributário Karla Borges sobre a legislação que regulamenta a cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de Salvador. O evento ocorre na quarta-feira (28/02/2018), às 18:30 horas, na sede do Instituto, situada a Rua Augusto França, nº 106, Largo 2 de Julho, em Salvador.

Instituto Rômulo Almeida de Altos Estudos (IRAE) tem entre os objetivos contribuir para o avanço do conhecimento sobre a realidade baiana, brasileira e mundial nos planos político, econômico, social, cultural, tecnológico, energético e ambiental.

Perfil da palestrante

Karla Borges é professora de Direito Tributário, graduada em Administração de Empresas (UFBA) e Direito (FDJ) ,Pós-Graduada em Administração Tributária (UEFS), Direito Tributário, Direito Tributário Municipal (UFBA), Economia Tributária (George Washington University) e Especialista em Cadastro pelo Instituto de Estudios Fiscales de Madrid.

Perfil de Rômulo Almeida

Rômulo Barreto de Almeida (Salvador, 18 de agosto de 1914 — Belo Horizonte, 23 de novembro de 1988) foi um político, economista e professor brasileiro.

Em 1933, bacharelou-se pela Faculdade de Direito da Bahia mas logo passou a atuar na área de planejamento e desenvolvimento econômico.

Em 1941 tornou-se diretor do Departamento de Geografia e Estatística do Acre. Entre 1942 e 1943 foi professor substituto da Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas do Rio de Janeiro. Em 1946 atuou como assessor da Comissão de Investigação Econômica e Social da Assembleia Nacional Constituinte.

Entre 1948 e 1949 participou de diversas subcomissões da Comissão Mista Brasil-Estados Unidos para o Desenvolvimento Econômico, conhecida como Missão Abbink, que retomou a cooperação econômica iniciada pela Missão Cooke, enviada pelo presidente Franklin D. Roosevelt durante a Segunda Guerra Mundial. A nova comissão era liderada por John Abbink, pelo lado americano, e Otávio Gouveia de Bulhões, pelo brasileiro.

Entre outras notáveis ações estão sua participação na idealização do Polo Petroquímico de Camaçari, do Porto e do Centro Industrial de Aratu, que hoje são as bases da indústria baiana e que levou o estado para a era da industrialização, bem como no planejamento e desenvolvimento de obras importantes para a Bahia, a exemplo da Chesf e a BR-116 (Rio-Bahia). Além de que, ter participado, nos anos 1950, da criação da Petrobras.

Sobre Carlos Augusto 9611 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).