Privatização de patrimônio de Salvador se tornou ótimo negócio para o prefeito ACM Neto e aliados

Prefeito ACM Neto ao lado dos parceiros responsáveis pela tomada do poder da República. Patrimônio público de Salvador é entregue aos “amigos do poder”.
Prefeito ACM Neto ao lado dos parceiros responsáveis pela tomada do poder da República. Patrimônio público de Salvador é entregue aos “amigos do poder”.
Prefeito ACM Neto ao lado dos parceiros responsáveis pela tomada do poder da República. Patrimônio público de Salvador é entregue aos “amigos do poder”.
Prefeito ACM Neto ao lado dos parceiros responsáveis pela tomada do poder da República. Patrimônio público de Salvador é entregue aos “amigos do poder”.

Vender o patrimônio público e entregar aos amigos é o sonho de todo governante corrupto. Observando que, enquanto o patrimônio público é diluído, o patrimônio privado dos aliados do poder é ampliado. A medida repete o ciclo de empobrecimento do povo e enriquecimento dos comparsas. O tópico frasal objetiva contextualizar práticas adotadas por certos governantes.

Liquidação

Conforme reportagem do Metro1, veiculada nesta quinta-feira (07/12/2017), o imóvel de propriedade do Município de Salvador, localizado no Bairro Itaigara, foi arrematado pelo deputado federal João Gualberto (PSDB/BA) e deve abrigar unidade da rede de Supermercados Hiper Ideal.

A reportagem informa, também, que o imóvel possui 8.293 m² e foi arrematado por R$ 20 milhões. O aparente valor significativo investido pelo político, evidencia-se como negócio realizado entre “irmãos do poder”, observando que o custo do metro quadrado foi de apenas R$ 2.411 e que, na área, o valor do metro quadrado é de R$ 5.384.

O imóvel foi colocado a venda pela gestão do prefeito ACM Neto (DEM), parceiro político do deputado João Gualberto.

Sobre Carlos Augusto 9517 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).