TJBA elege desembargadores para a Mesa Diretora do próximo biênio 2018-2020

Desembargadores do TJBA, membros da Mesa Diretora, eleitos para o biênio 2018-2020.
Desembargadores do TJBA, membros da Mesa Diretora, eleitos para o biênio 2018-2020.

O desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito o novo presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, para o biênio 2018/2020. O pleito, com voto secreto, aconteceu na manhã desta quinta-feira (16/11/2017).

A sessão plenária, dirigida pela atual presidente do TJBA, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago contou com a presença de todos os 59 desembargadores e elegeu, também, o desembargador Augusto Lima Bispo para a 1ª Vice-Presidência, a desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal para 2ª Vice-Presidência, e os desembargadores Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos e Emílio Salomão Pinto Resedá, para Corregedoria Geral da Justiça (CGJ) e para a Corregedoria das Comarcas do Interior (CCI), respectivamente.

A posse dos novos membros da Mesa Diretora acontece no dia 1º de fevereiro de 2018, no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa.

A sessão foi transmitida, ao vivo, pela Rádio Web TJBA. As redes sociais do Tribunal (Facebook, Instagram e Twiter) divulgaram os principais momentos de votação.

A escolha do presidente foi decidida em primeiro turno.

Os desembargadores Abelardo Paulo da Matta Neto, Soraya Moradillo Pinto e Aracy Lima Borges, os integrantes mais novos da Corte, foram os responsáveis pela contagem dos votos.

O desembargador Gesivaldo Nascimento Britto obteve o total de 31 votos, alcançando a maioria absoluta, ou seja, a metade dos votos mais um. Também concorreram ao cargo o desembargador José Olegário Monção Caldas, que conseguiu 3 votos, a desembargadora Rosita Falcão de Almeida Maia, com 13 votos, o desembargador Lourival Almeida Trindade, com 5 votos, e o desembargador José Cícero Landin Neto, com 7 votos.

“Quero agradecer o apoio de todos os colegas. Essa vitória não é minha, é de todos. Eu me comprometo a dar continuidade ao trabalho que está sendo desenvolvido, melhorar, ampliar e criar oportunidades e serviços. Não me cabe tanta alegria”, declarou o desembargador eleito.

O desembargador Augusto de Lima Bispo foi eleito para a 1ª Vice-Presidência com 35 votos. Disputaram o cargo junto com ele os desembargadores Maria da Graça Osório Pimentel Leal (3 votos); Carlos Roberto Santos Araújo (6 votos); Osvaldo de Almeida Bomfim (9 votos); e Moacyr Montenegro Souto (4 votos), que participou do pleito por conta da desistência do desembargador Maurício Kertzman Szporer. Houve dois votos nulos.

“Parabenizo a votação e agradeço de coração a todos os colegas que escolheram o meu nome. Quero dizer que tudo farei para me desempenhar e corresponder às expectativas. Sinto-me honrado com os votos de todos. Procurarei dar sequência ao excelente trabalho desenvolvido pela desembargadora Maria da Purificação, que honra a magistratura da Bahia”, afirmou o desembargador Augusto de Lima Bispo, se referindo à colega, atual primeira vice-presidente.

A desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal conquistou a 2ª Vice-Presidência com 36 votos. Junto com ela concorreram os desembargadores Carlos Roberto Santos Araújo, que obteve 14 votos; Osvaldo de Almeida Bomfim, com 6 votos; Maurício Kertzman Szporer e Sandra Inês Moraes Rusciolelli, com 1 voto cada. Houve também um voto nulo.

“A alegria desse momento é contínua porque traz o peso de uma grande responsabilidade que virá pela frente. Minha legítima intenção é realizar um trabalho da mais absoluta excelência, com a contribuição de todos os meus pares para a satisfação dos jurisdicionados e da Casa de Justiça”, disse a desembargadora eleita para a 2ª Vice.

Corregedoria

O Tribunal Pleno elegeu os desembargadores Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos e Emílio Salomão Pinto Resedá, como corregedora-geral da Justiça (CGJ) e corregedor das comarcas do interior (CCI), respectivamente.

A desembargadora Lisbete Cézar Santos foi eleita com 35 votos. Concorreram com ela os desembargadores Carlos Roberto Santos Araújo (8 votos); Maurício Kertzman Szporer (1 voto) e Sandra Inês Moraes Rusciolelli Azevedo (14 votos). Houve um voto em branco.

“É um momento de muita emoção. Gratidão, um sonho realizado. Agradeço a Deus, à minha família, aos meus pares, ao meu gabinete. Isso fortalece ainda mais minha atuação e responsabilidade na amada carreira da magistratura. A minha meta é valorizar a magistratura e servidores; priorizar o 1º Grau, dando celeridade ao atendimento ao cidadão. Contem comigo. Obrigada”, declarou a corregedora eleita, emocionada.

O desembargador Emílio Salomão Pinto Resedá também agradeceu a confiança dos colegas e anunciou que vai transferir, mensalmente, a verba de representação do cargo, para casas de acolhimento a crianças e adolescentes de Salvador ou do interior, durante todo o biênio da sua gestão.

“Verificamos que há uma carência das casas de acolhimento e temos a vontade de ajudar, a inspiração divina, no sentido de que ajudemos as crianças que tanto precisam”, disse. Ao falar das expectativas para o próximo biênio, o desembargador afirmou esperar “muito luta, ânimo renovado e colaboração dos colegas a fim de que possamos ajudar a coletividade numa prestação jurisdicional mais eficiente”.

O desembargador Emílio Salomão Resedá elegeu-se com 37 votos. Também disputaram a vaga os desembargadores Carlos Roberto Santos Araújo (4 votos); Jefferson Alves de Assis (10 votos); Osvaldo de Almeida Bomfim (4 votos); e Sandra Inês Moraes Rusciolelli Azevedo (3 votos), no lugar da desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal. Houve um voto nulo.

A desembargadora Maria da Graça não concorreu aos cargos para as Corregedorias, por já ter sido eleita como 2ª vice-presidente.

“Não houve vencidos, nem vencedores. O vencedor real foi o Tribunal de Justiça da Bahia. O consenso foi estabelecido, não houve segundo turno, o que mostra que estamos unidos e queremos melhoria para o tribunal. Com certeza, haverá continuidade do nosso trabalho. Obrigada a todos, estamos fortalecidos na expectativa de melhorias”, avaliou a presidente, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago.

Os eleitos assumem a Mesa Diretora do TJBA por dois anos, sem direito a reeleição.

Confira imagens

Para a 1ª Vice-Presidência, os desembargadores elegeram o magistrado Augusto de Lima Bispo, com 35 votos.
Para a 1ª Vice-Presidência, os desembargadores elegeram o magistrado Augusto de Lima Bispo, com 35 votos.
Desembargador Baltazar Miranda Saraiva vota durante eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Desembargador Baltazar Miranda Saraiva vota durante eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
O desembargador Salomão Resedá, eleito com 37 votos, para CCI, anunciou que vai transferir a verba de representação
O desembargador Salomão Resedá, eleito com 37 votos, para CCI, anunciou que vai transferir a verba de representação
Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
Desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
No primeiro turno, com 31 votos, o desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
No primeiro turno, com 31 votos, o desembargador Gesivaldo Nascimento Britto foi eleito presidente do TJBA para biênio 2018-2020.
A desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos foi eleita para a Corregedoria Geral da Justiça com 35 votos
A desembargadora Lisbete Maria Teixeira Almeida Cézar Santos foi eleita para a Corregedoria Geral da Justiça com 35 votos
A desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal conquistou a 2ª Vice-Presidência com 36 votos.
A desembargadora Maria da Graça Osório Pimentel Leal conquistou a 2ª Vice-Presidência com 36 votos.
Desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, presidente do TJBA.
Desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, presidente do TJBA.
Desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, presidente do TJBA.
Desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, presidente do TJBA.
Sessão de eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Sessão de eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Sessão de eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Sessão de eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Sessão de eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Sessão de eleição da mesa diretora do TJBA para o biênio 2018-2020.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115152 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.