“Presidente Michel Temer, Mercado e Rede Globo ressuscitam o fantasma da reforma da Previdência”, diz Robinson Almeida ex-secretário estadual

Robinson Santos Almeida.
Robinson Santos Almeida.
Robinson Santos Almeida.
Robinson Santos Almeida.

Em nota encaminhada nesta terça-feira (07/11/2017) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o ex-secretário estadual de Comunicação da Bahia e pré-candidato a deputado estadual Robinson Almeida (PT) criticou a proposta de reforma do sistema previdenciário nacional, encaminhada pelo Governo Temer ao Congresso Nacional, cuja finalidade é retirar direitos da classe trabalhadora. Ele atribui a perversa articulação ao presidente Michel Temer, lideranças do PMDB, DEM, PSDB, capitalistas e Rede Globo de Televisão.

Confira o teor da nota emitida por Robinson Almeida

— O fantasma da Reforma da Previdência, que parecia sepultado da vida dos brasileiros, foi ressuscitado pelas forças que deram o golpe institucional no Brasil: Temer e sua base parlamentar, a Rede Globo e o “mercado”.

— Numa ofensiva pautada por Temer e Rodrigo Maia, a Globo, com generosa cobertura no JN, aqueceu a agenda de retirar os direitos previdenciários do povo. O “mercado” mandou os sinais da sua expectativa reformista: o dólar subiu e a bolsa caiu. Tudo jogo combinado.

— Apesar do recente relatório da CPI do Senado, escondido pela grande mídia, ter concluído que não existe déficit na Previdência, os golpistas insistem na mesma cantilena de sempre: rombo nas contas e perspectivas de colapso no curto prazo no pagamento das aposentadorias.

— Vamos resistir. Mais um motivo pra reforçar a mobilização convocada pelas centrais sindicais para a próxima sexta-feira, 10 de novembro. Além de combater a implantação da reforma trabalhista, que começa a valer dia 11/11, o povo na rua tem que sepultar essa maldita Reforma da Previdência.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9387 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).