“Nova Lei Trabalhista não vai amenizar desemprego”, avalia senadora Lídice da Mata

Lídice da Mata: É uma lei que prejudica o trabalhador e garantirá mais lucro aos empresários. É (uma reforma) cheia de absurdos.

Lídice da Mata: É uma lei que prejudica o trabalhador e garantirá mais lucro aos empresários. É (uma reforma) cheia de absurdos.

A senadora Lídice da Mata, que participa da Reunião do Comitê de Mudanças Climáticas da ONU, na Alemanha, utilizou as redes sociais, nesta segunda-feira (13/11/2017), para criticar a Lei Trabalhista que entrou em vigor no sábado (11). De acordo com a parlamentar baiana, a legislação que foi proposta pelo governo de Michel Temer para criar empregos não terá esse efeito. “É uma lei que prejudica o trabalhador e garantirá mais lucro aos empresários. É (uma reforma) cheia de absurdos”, avalia.

Para a líder do PSB no Senado, o nível de emprego está crescendo aquém do esperado. A parlamentar acredita que o aquecimento que haverá nas próximas semanas será mais ligado aos festejos de fim de ano do que a algum possível impacto da nova lei.

Lídice é uma das senadoras da oposição a assinar representação para a saída do ministro Ives Gandra Filho da Presidência do Tribunal Superior do Trabalho, que defendeu a nova legislação, alegando que serão criados novos empregos. “Ele quer uma sociedade que volte ao passado, onde os trabalhadores fiquem num sistema de super exploração, com jornada diária superior a dez horas. O 1º de maio é uma data reconhecida no mundo, pois foi quando operários foram mortos em nome da conquista de uma carga de trabalho de oito horas diárias, concluiu.

Confira vídeo

Redes sociais do JGB

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]