Feira de Santana: administração se faz com profissionais técnicos, afirma prefeito José Ronaldo durante palestra em faculdade

Prefeito José Ronaldo ministra palestra no auditório da Faculdade Anísio Teixeira (FAT), em Feira de Santana.

Prefeito José Ronaldo ministra palestra no auditório da Faculdade Anísio Teixeira (FAT), em Feira de Santana.

As peculiaridades do setor público na ótica de um gestor com formação acadêmica na área de Administração foram abordadas pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho na noite desta terça-feira (21/11/2017), ao proferir palestra sobre ‘Governança e Governabilidade’, em Feira de Santana. O evento faz parte das comemorações pela Semana de Administração, promovidas entre os dias 20 a 24 deste mês no auditório da Faculdade Anísio Teixeira (FAT), pela turma de formandos de 2017.2.

Após a apresentação de um vídeo esclarecendo as diferenças entre governança e governabilidade, o prefeito José Ronaldo relatou sua experiência como gestor público e a importância do Governo Municipal contar com profissionais técnicos, inclusive na área de administração, altamente capacitados para alavancar projetos voltados para o desenvolvimento de Feira de Santana.

Diante de uma plateia que lotou o auditório cheia de curiosidades sobre o trato com administração pública, José Ronaldo ressaltou que um bom profissional da área de administração especializado em administração pública não fica desempregado, já que os governos municipais, estaduais e federal disputam bastante estes técnicos.

De forma simplificada, José Ronaldo comparou a administração de um governo a de uma casa, com orçamento limitado para garantir a manutenção da família mensalmente. “No poder público existe orçamento elaborado para o ano seguinte”, observou, ao lembrar dos avanços proporcionados com a chegada da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), para o controle dos gastos de forma responsável, a qual considera a maior lei da administração pública no país.

O prefeito observou que existem critérios básicos para se administrar um município e se aplicar os recursos públicos. Destacou que na área de educação não se pode gastar menos que 25% dos recursos arrecadados, enquanto na área de saúde o limite mínimo é de 15%. Entretanto revelou que em Feira de Santana são investidos 27% em saúde e mais 27% na educação, o que dá um total de 54% nestas duas áreas.

O chefe do Executivo Municipal ainda informou sobre algumas medidas que estão sendo adotadas por sua administração com o objetivo de dinamizar a máquina pública. Lembrou que na segunda-feira, 20, assinou convênio com a Sudene para elaboração do Plano de Desenvolvimento Sustentável; também vai encaminhar para a Câmara Municipal, na próxima semana, o Plano Municipal de Resíduos Sólidos; está sendo elaborado o Plano de Saneamento Básico; e ainda está sendo elaborado o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]