Fazendários paralisam atividades nas regiões Sul, Sudoeste e Oeste da Bahia

Fazendários da Bahia promovem novas paralisações.

Fazendários da Bahia promovem novas paralisações.

Os fazendários do Estado voltam a paralisar atividades nesta segunda (27/11/2017) e terça (28), nas cidades das regiões Sul, sudoeste e oeste da Bahia, todos os postos fiscais vinculados a Diretoria Sul da Sefaz, bem como em todos os SACs e postos de atendimento das inspetorias.

A paralisação de 48 horas ocorrerá nos postos fiscais – Jaime Baleeiro (Urandi-Divisa BA-MG), Benito Gama (Vitória da Conquista), Bahia-Goiás (BR 020/Km 314-Correntina), Eduardo Freire (Mucuri-Divisa BA/ES), Alberto Santana (Argolo-Divisa BA/MG) e Bahia-Piauí (Formosa do Rio Preto) – e nos SACs e inspetorias das cidades de Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brumado, Eunápolis, Guanambi, Ilhéus, Itabuna, Itamaraju, Itapetinga, Jequié, Luís Eduardo Magalhães, Porto Seguro, Santa Maria da Vitória, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

Segundo o Sindsefaz, que representa os fazendários, nos postos os caminhões não serão parados e nos SACs e postos de atendimento não haverá agendamento. A categoria reivindica a reabertura de negociações e o atendimento imediato de quatro pleitos: mudança na gratificação dos técnicos administrativos, concurso público, correção da indenização de transporte (congelada há 10 anos) e mudança no valor do ponto da gratificação fiscal.

Os fazendários realizaram uma série de mobilizações no mês de outubro e retomou as paralisações, agora de 48 horas, por regiões. Dias 06 e 07 de novembro o movimento aconteceu nas regiões Norte e Nordeste do Estado. E prosseguirá dias 04 e 05 de dezembro, em Salvador e região metropolitana.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]