Após saída do ministro do PSDB Bruno Araújo, presidente Michel Temer dará início à reforma no primeiro escalão do governo

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Presidente Michel Temer muda ministros para acomodar base aliada. PSDB perde espaço no governo, mas deve continuar votando reformas de interesse da classe empresarial e da plutocracia estatal.
Presidente Michel Temer muda ministros para acomodar base aliada. PSDB perde espaço no governo, mas deve continuar votando reformas de interesse da classe empresarial e da plutocracia estatal.
Presidente Michel Temer muda ministros para acomodar base aliada. PSDB perde espaço no governo, mas deve continuar votando reformas de interesse da classe empresarial e da plutocracia estatal.
Presidente Michel Temer muda ministros para acomodar base aliada. PSDB perde espaço no governo, mas deve continuar votando reformas de interesse da classe empresarial e da plutocracia estatal.

O Palácio do Planalto anunciou que o presidente Michel Temer vai dar início a uma reforma ministerial. A manifestação do governo ocorreu logo após a saída do tucano Bruno Araújo do cargo de ministro das Cidades, a pedido. Em nota, o Planalto afirmou que as mudanças deverão ser concluídas até dezembro.

“O presidente Michel Temer recebeu na tarde de hoje o pedido de exoneração do ministro das Cidades, Bruno Araújo, a quem agradece pelos bons serviços prestados. O presidente dará início agora a uma reforma ministerial que estará concluída até meados de dezembro”, informou o Planalto.

A saída de Bruno Araújo do ministério das Cidades, na tarde de segunda-feira (13/11/2017), ocorreu logo após sua participação no evento da entrega de Cartões Reforma a beneficiários, no Palácio do Planalto. Araújo justificou sua saída pela falta de apoio do seu partido, o PSDB, para continuar no cargo.

A saída de Araújo se deu em meio a rumores a respeito de uma possível reforma ministerial que poderia envolver a saída de tucanos do governo, agora confirmada. As mudanças vêm depois que o PSDB rachou durante a votação da denúncia contra Michel Temer na Câmara, quando vários tucanos votaram contra o presidente.

Em nota divulgada na noite de hoje, o governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, elogiou a postura de Bruno Araújo. Disse que o agora ex-ministro das Cidades “confirma seu irrestrito compromisso para com o partido”.

Perillo disse ainda acreditar que os demais colegas de partido com cargos no governo sigam o mesmo caminho. Os tucanos Antonio Imbassahy e Aloysio Nunes são ministros da Secretaria de Governo e Relações Exteriores, respectivamente.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113912 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]