Dado do IBGE indicam que vendas do varejo na Bahia caem 0,6% de julho para agosto de 2017

Dado do IBGE indicam que vendas do varejo na Bahia caem 0,6% de julho para agosto de 2017

Resultado do comércio baiano fica negativo pelo segundo mês consecutivo e  próximo à média nacional (-0,5%). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, porém, em agosto as vendas na Bahia seguiram em crescimento (1,0%), o terceiro consecutivo, acelerando em relação ao aumento verificado em julho (0,6%). O comércio varejista baiano segue em queda tanto no acumulado no ano de 2017 (-1,8%) quanto nos 12 meses encerrados em agosto (-5,0%), mas reduz o ritmo de recuo. Considerando automóveis e material de construção (varejo ampliado), vendas na BA crescem 4,4% frente a agosto de 2016, melhor resultado do ano, embora ainda abaixo da média nacional (7,6%).

Resultado do comércio baiano fica negativo pelo segundo mês consecutivo e  próximo à média nacional (-0,5%). Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, porém, em agosto as vendas na Bahia seguiram em crescimento (1,0%), o terceiro consecutivo, acelerando em relação ao aumento verificado em julho (0,6%). O comércio varejista baiano segue em queda tanto no acumulado no ano de 2017 (-1,8%) quanto nos 12 meses encerrados em agosto (-5,0%), mas reduz o ritmo de recuo. Considerando automóveis e material de construção (varejo ampliado), vendas na BA crescem 4,4% frente a agosto de 2016, melhor resultado do ano, embora ainda abaixo da média nacional (7,6%).