Apesar das ameaças da SEFAZ Bahia e da presença da PM nos postos fiscais, fazendários paralisam atividades

Fazendários paralisam atividades do posto fiscal Fernando Presídio, em Juazeiro.
Fazendários paralisam atividades do posto fiscal Fernando Presídio, em Juazeiro.
Fazendários paralisam atividades do posto fiscal Fernando Presídio, em Juazeiro.
Fazendários paralisam atividades do posto fiscal Fernando Presídio, em Juazeiro.

A Sefaz-BA acionou as chefias intermediárias para telefonar durante o domingo aos fazendários para demovê-los da ideia de paralisar nesta segunda (09/10/2017) os postos fiscais Angelo Calmon (Feira de Santana), Francisco Hereda (BA-PE, em Juazeiro), Heráclito Barreto (BA-AL, em Paulo Afonso) e Fernando Presídio (BA-SE, em Rio Real/Loreto). Também acionou membros da Corregedoria da Secretaria para intimidar os colegas e colocou forte efetivo da Polícia Militar nos locais. Mesmo assim, os fazendários não se intimidaram e paralisaram todas as quatro unidades listadas, declarou a liderança do Sindicato dos Fazendário do Estado da Bahia (SINDSEFAZ Bahia).

“A postura intimidatória adotada pela Sefaz-BA não vai tirar o ânimo dos fazendários. Nossa paralisação é legal, aprovada em assembleia, comunicada oficialmente, em prazo tempestivo, à Secretaria e informada à sociedade, através da imprensa”, declara Cláudio Meirelles, diretor de Organização do Sindsefaz. Ele avalia que o melhor neste momento seria o Gabinete negociar com o Sindicato os pleitos apresentados pela categoria. “Ameaçar só vai aumentar a distância entre servidores e a administração, além de reforçar o movimento”, conclui.

A mobilização dos fazendários vai continuar durante toda a segunda e também nesta terça (10), quando estarão parados todos os postos de atendimento nos SACs e nas Inspetorias fazendárias das cidades de Alagoinhas, Cruz das Almas, Feira de Santana, Irecê, Itaberaba, Jacobina, Juazeiro, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Seabra, Senhor do Bonfim, Serrinha e Valença. Este protesto se repetirá na região Região Metropolitana e na capital, nos dias 17 e 18 de outubro, culminando com uma paralisação geral, que vai acontecer dia 26/10, com ato e assembleia no Prédio-sede da Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA), no Centro Administrativo, em Salvador.

Nos postos fiscais os caminhões não serão parados e nos postos de atendimento nos SACs e Inspetorias fazendárias não haverá recepçãsecretariao ao público e nem agendamento. O pessoal que trabalha em fiscalização de Estabelecimentos, na Malha Antecipa e na fiscalização de ITD também suspenderão atividades na terça (10).

Os fazendários têm feito sua parte, mesmo sob todas as adversas condições. No 2º e 3º trimestres de 2017 bateram as metas de arrecadação. Porém, não há qualquer reconhecimento pelo trabalho e nem qualquer negociação em torno da pauta de reivindicações. A categoria está com salários congelados, perdas que ultrapassam 20% desde 2013, corte em benefícios históricos, entre outros prejuízos.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116836 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.