Vereador questiona uso de dinheiro arrecadado com taxa de iluminação pública em Feira de Santana

José Menezes (Zé Filé): a cidade está às escuras.
José Menezes (Zé Filé): a cidade está às escuras.
José Menezes (Zé Filé): a cidade está às escuras.
José Menezes (Zé Filé): a cidade está às escuras.

O vereador José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS), durante discurso na tribuna da Câmara Municipal de Feira de Santana nesta quarta-feira (13/09/2017), questionou o uso do dinheiro arrecadado pelo Governo Municipal com a taxa de iluminação pública cobrada à população feirense. Segundo ele, há três meses solicitou a reposição de uma lâmpada queimada no Conjunto Feira X, mas nenhuma providência foi adotada.

“A cidade está às escuras. Existe uma praça na Rua E, no Feira X, onde todas as lâmpadas dos postes estão queimadas. O Governo arrecada R$ 25 milhões por ano com a taxa de iluminação pública e o povo está no escuro. O que estão fazendo com esse dinheiro? Tenho saudade dos dois primeiros mandatos do prefeito José Ronaldo, quando ele ordenava rapidamente o atendimento das solicitações e reivindicações. Hoje perdeu autoridade com seu secretariado”, criticou.

O líder do Governo na Câmara, vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), afirmou que não existe demora no atendimento de solicitação de reposição de lâmpadas na cidade. “O Conjunto Feira X é tão grande e o nobre colega Zé Filé encontrou apenas uma lâmpada queimada em um posto em todo conjunto. Esse caso pode estar relacionado a problemas no reator, vamos mandar averiguar”, informou.

Zé Filé solicitou que a secretária municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, convoque os funcionários das unidades de saúde e chame a atenção para a necessidade de atender aos pacientes com mais agilidade e profissionalismo.

Saúde

Ainda no uso da tribuna da Casa Legislativa, o vereador do PROS reclamou da demora para aplicação de medicação em um paciente na policlínica do conjunto. “Fui levar um amigo com fortes dores na policlínica. O atendimento foi imediato, mas fiquei estarrecido com a demora para aplicação da medicação receitada pelo médico. Alegraram que não havia funcionário no momento por conta da troca de plantão. O paciente permaneceu por uma hora sentindo dores à espera do profissional para aplicar a medicação”, reclamou.

Em aparte, o vereador Lulinha afirmou que a demora para aplicação de medicação nas unidades de saúde é normal e sugeriu que o vereador Zé Filé interceda junto à Secretaria Estadual de Saúde para resolver o problema da regulação de pacientes no SUS em Feira de Santana. “O senhor [Zé Filé] reconhece que nas policlínicas do Município existem médicos, medicação e demais profissionais para atender os pacientes. O senhor deveria interferir com relação ao problema da regulação de pacientes, que estão cada dia mais morrendo na Policlínica do Feira X por não conseguirem serem transferidos para o Hospital Geral Clériston Andrade, por exemplo”, finalizou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109950 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]