Salvador: vereadora contesta declarações do prefeito ACM Neto

Aladilce Souza: o machismo enraizado na nossa cultura faz com que casos como esse sejam naturalizados pelo agressor, onde o homem, ao ocupar um cargo hierarquicamente superior, se sente no direito de coagir e assediar sexualmente suas funcionárias.
Aladilce Souza: o machismo enraizado na nossa cultura faz com que casos como esse sejam naturalizados pelo agressor, onde o homem, ao ocupar um cargo hierarquicamente superior, se sente no direito de coagir e assediar sexualmente suas funcionárias.
Aladilce Souza: o machismo enraizado na nossa cultura faz com que casos como esse sejam naturalizados pelo agressor, onde o homem, ao ocupar um cargo hierarquicamente superior, se sente no direito de coagir e assediar sexualmente suas funcionárias.
Aladilce Souza: o prefeito ACM Neto mente. Essa poupança é fruto do arrocho nos servidores, da falta de assistência em áreas sociais e da cobrança indevida de tributos.

Durante evento no Rio de Janeiro, nessa quinta-feira (21/09/2017), o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) afirmou que o município possui um caixa de R$ 1,5 bilhão. Ele garante que esse saldo é decorrente da “eliminação de desperdícios” e menor gasto com a “máquina administrativa”.

Diante dessas declarações, a vereadora Aladilce Souza (PCdoB) rebateu ACM Neto. “O prefeito ACM Neto mente. Essa poupança é fruto do arrocho nos servidores, da falta de assistência em áreas sociais e da cobrança indevida de tributos”, afirmou a edil.

Aladilce lembra que os alunos da rede municipal ainda não receberam o kit escolar, nem fardamento. Além disso, a vereadora chama a atenção para o não pagamento do reajuste dos servidores, que nos últimos dois anos já acumulam uma perda de 17%. “O prefeito tenta vender a imagem de bom gestor, quando na verdade a economia tem sido bancada pela população. Se tem todo esse dinheiro, por que não reajustou os salários dos servidores? Por que as escolas estão caindo aos pedaços e postos de saúde seguem fechados? Por que não realiza concurso público para contratação de professores?”, quesionou Aladilce.

A vereadora também chamou atenção para a cobrança indevida de IPTU e ITIV antecipado, ambos declarados ilegais pela Justiça. “O prefeito fez caixa com cobranças de imposto irregulares. Além disso, infla a máquina pública distribuindo cargos para aliados do interior, em busca de votos para 2018. E como se não bastasse, tem sido investigado por pagar salários acima do teto permitido para 28 servidores da prefeituras”, criticou.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112633 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]