“Feira de Santana precisa de uma maternidade estadual”, afirma vereador Luiz Augusto

Luiz Augusto (Lulinha): precisamos que o Governo do Estado invista mais em Feira de Santana com a construção de uma maternidade estadual, como foi feito em Salvador.

Luiz Augusto (Lulinha): precisamos que o Governo do Estado invista mais em Feira de Santana com a construção de uma maternidade estadual, como foi feito em Salvador.

No uso da tribuna na Câmara Municipal de Feira de Santana, o vereador e líder governista Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM), pontuou a necessidade de instalação de uma maternidade estadual no município para ampliar o atendimento às parturientes de Feira de Santana e municípios vizinhos. O edil parabenizou a presidente da Fundação Hospitalar, Gilberte Lucas pelo trabalho realizado à frente da instituição.

“O Hospital da Mulher é um hospital referência no atendimento às gestantes de Feira e região. E hoje contamos apenas com este hospital e a Mater Dei para atender essa grande demanda de mulheres, já que o Hospital Clériston Andrade já fechou as portas de sua maternidade. O prefeito investe na estrutura e equipamentos do Hospital da Mulher, mas precisamos que o Governo do Estado invista mais em Feira de Santana com a construção de uma maternidade estadual, como foi feito em Salvador”, reivindicou.

Respondendo às críticas do vereador Luiz Ferreira Dias (Luiz da Feira), o líder governista afirmou que todas as pacientes que buscam atendimento no Hospital da Mulher recebem atenção devida, mas em virtude da superlotação é preciso esperar vagar leitos. “Se houvesse vaga, a paciente teria sido atendida. Recebemos a informação que ontem (25), às 16 horas, a unidade estava com todos os leitos ocupados. Existem momentos em que é necessário aguardar vagar os leitos”, justificou.

Em aparte, o vereador Edvaldo Lima (PP) parabenizou Gilberte Lucas pela competência com que conduz a administração da Fundação Hospitalar de Feira de Santana e afirmou que a realidade da maternidade municipal é semelhante à do Hospital Geral Clériston Andrade. “Gilberte desenvolve um excelente trabalho, mas o Hospital da Mulher está semelhante ao Clériston Andrade em termos de demanda. As unidades são responsáveis pelo atendimento de pacientes de Feira de Santana e diversos municípios da região. Portanto, a superlotação não é um problema da direção das unidades”, afirmou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]