Escola da rede municipal de Feira de Santana conscientiza estudantes, em conferência, sobre valor da água

Estudantes do Ensino Fundamental da Escola Municipal Chico Mendes realizam apresentações durante conferência sobre valor da água.
Estudantes do Ensino Fundamental da Escola Municipal Chico Mendes realizam apresentações durante conferência sobre valor da água.
Estudantes do Ensino Fundamental da Escola Municipal Chico Mendes realizam apresentações durante conferência sobre valor da água.
Estudantes do Ensino Fundamental da Escola Municipal Chico Mendes realizam apresentações durante conferência sobre valor da água.

Estudantes do Ensino Fundamental I e II da Escola Municipal Chico Mendes, do bairro Campo Limpo, realizaram nesta sexta-feira (22/09/2017), uma conferência sobre meio ambiente. Com o tema ‘Água que vem… Água que vai’, os estudantes compartilharam com os colegas o que aprenderam durante as aulas e visitas técnicas.

Os alunos do Ensino Fundamental I apresentaram stands com diferentes temas sobre os cuidados com o meio ambiente como energia renovável, efeito estufa e reciclagem. Já os estudantes do Ensino Fundamental II proferiram palestras sobre o desperdício de água, importância e cuidados com as lagoas da cidade e sustentabilidade, entre outros temas.

“Aprendemos muita coisa durante o ano, sabemos muito mais sobre como preservar nossa cidade e o meio ambiente, e principalmente hoje podemos alertar e ensinar outras pessoas sobre isso”, avalia a estudante Diana da Silva Gomes, do 7º ano.

O projeto contou também com momentos práticos. Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer a Empresa Baiana de Águas e Saneamento – Embasa; o Parque Municipal Radialista Erivaldo Cerqueira (Parque da Lagoa) e a Lagoa da Tábua, localizada no Campo Limpo.

“Nosso projeto pretende tornar a escola mais sustentável e os nossos alunos, mais conscientes; que eles não saibam apenas o que ocorre, mas os efeitos danosos que os homens causam ao meio ambiente. É importante que eles saibam multiplicar o que estão apreendendo”, orienta a diretora da escola, Anna Virgínia Félix de Araújo.

Para acrescentar informações técnicas à discussão, foram convidados a bióloga Daniela dos Santos Alves, do controle de qualidade da Embasa; e o professor Marialvo Barreto, que abordou a história e importância das lagoas de Feira de Santana.

“Quando pensamos na falta d’água, a primeira coisa que nos vêm à cabeça é a sede, é o nosso particular, mas não percebemos que sem água, a sociedade não funciona. Tudo que nos rodeia precisa em algum momento de água para funcionar, o mundo todo é afetado pela falta dela”, afirma Daniela.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]