Empreendedores baianos lançam federação de centrais de negócios

Senadora Lídice da Mata participa do lançamento da federação de centrais de negócios.
Senadora Lídice da Mata participa do lançamento da federação de centrais de negócios.
Senadora Lídice da Mata participa do lançamento da federação de centrais de negócios.
Senadora Lídice da Mata participa do lançamento da federação de centrais de negócios.

Um grupo formado por 360 empreendedores que compõem oito centrais de negócios lançou, nesta sexta-feira (15/09/2017), no Hotel Deville, em Salvador, a Federação das Redes de Negócios Multissetoriais. O evento contou com a presença de empresários, prefeitos e parlamentares como a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), o presidente da Assembleia Legislativa, Angelo Coronel (PSD-BA) e os deputados Angelo Almeida (PSB) e Heber Santana (PSC).

A senadora Lídice da Mata, que é uma das principais apoiadoras da iniciativa,  ressaltou a importância da formação da Fernem e defendeu o fortalecimento das centrais de negócios para o desenvolvimento do comércio e empresas de caráter regional. A parlamentar baiana também criticou o tratamento dado pelo governo federal aos estados do Nordeste, sobretudo à Bahia. “Recentemente, senadores de todas as regiões do Brasil apoiaram a renegociação das dividas das Unidades da Federação do Sul e do Sudeste, a pedido do próprio governo e agora eles retaliam a Bahia e outros estados nordestinos. No nosso caso, se arrasta a liberação dos R$ 600 milhões para investimentos em áreas essenciais. A Bahia é um dos poucos estados do País que estão a pleno vapor  com importantes obras sendo tocadas”, disse.

O presidente da Fernem, o empresário Josué Teles ressalta a iniciativa que, segundo ele, é inédita no País. “Essa federação nasceu da necessidade de criar um grupo que represente as centrais de negócios, que mesmo sendo de setores diferentes, têm demandas muito comuns. Chegamos à conclusão de que essa nova forma de fazer negócio não é representada por parte das entidades de classe tradicionais, pois as centrais são formadas por empresários que tem necessidades específicas”, explica.

Ainda de acordo com o presidente da Fernem, inicialmente o trabalho será dividido em três frentes. “A primeira é o fortalecimento das centrais de negócios, não só nas questões tributárias mas também no que envolve a qualificação dos associados. A segunda está em agregar mais centrais para a nossa Federação e por fim, iremos fomentar a criação de novas centrais de negócios na Bahia, pois enxergamos que existem muito espaço para isso”, contou o dirigente da rede Mix Bahia.

Governo – A nova entidade propõe a criação de uma legislação específica para as centrais de negócios baianas. Entendimentos estão avançados com o Governo da Bahia, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico. “Já estamos discutindo o assunto há alguns meses e o Estado está buscando uma forma de adequar a necessidade dos empreendedores à política fiscal do governo”, ressaltou o subsecretário da pasta, Luiz Gonzaga.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112723 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]