Dólar fecha no menor valor em mais de um mês após nova investigação do Grupo J&F

Dólar fecha cotação a R$ 3,119.
Dólar fecha cotação a R$ 3,119.
Dólar fecha cotação a R$ 3,119.
Dólar fecha cotação a R$ 3,119.

No dia seguinte à abertura de investigação contra os delatores do grupo J&F, controladores da empresa JBS, a moeda norte-americana caiu e fechou no menor valor em mais de um mês. O dólar comercial fechou esta terça-feira (05/09/2017) vendido a R$ 3,119, na menor cotação desde 3 de agosto (R$ 3,114).

A Bolsa de Valores de São Paulo não acompanhou o desempenho. O Ibovespa, índice da Bolsa de Valores, começou o dia em forte alta. De manhã, chegou a passar de 73 mil pontos, mas reverteu a tendência e fechou a sessão praticamente estável, aos 72.151 pontos, com variação positiva de apenas 0,03%.

Após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, abrir investigação para apurar omissão de informações no acordo de delação premiada dos irmãos Joesley e Wesley Batista, as ações da JBS (controlada pelo grupo J&F) despencaram 8,28%. Foi a maior queda do dia.

Em contrapartida, as ações da Eletrobras, cuja desestatização está em estudo, tiveram a maior alta. Os papéis ordinários (com direito a voto em assembleia de acionistas) da companhia saltaram 4,39%, para R$ 18,80. As ações preferenciais (com prioridade na distribuição de dividendos) valorizaram-se 2,63%, fechando em R$ 21,50.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9299 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).