Vereador Ewerton Carneiro anuncia eleição para presidência da Câmara Municipal de Feira de Santana; Roberto Tourinho pode deixar grupo ronaldista e ingressar na oposição

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Vereador Ewerton Carneiro da Costa (Tom), segundo fontes, protagonizou um dos momentos de maior decrepitude do Poder Legislativo, sendo observadas ameaças, altercações e desrespeito à memória de Reinaldo Miranda (Ronny), além de ser condenado por abuso de poder, em decisão prolatada pelo juiz Gustavo Hungria.
Vereador Ewerton Carneiro da Costa (Tom), segundo fontes, protagonizou um dos momentos de maior decrepitude do Poder Legislativo, sendo observadas ameaças, altercações e desrespeito à memória de Reinaldo Miranda (Ronny), além de ser condenado por abuso de poder, em decisão prolatada pelo juiz Gustavo Hungria.

Após sofrer duas derrotas judiciais, o presidente interino Ewerton Carneiro Costa (Tom, PEN) emitiu nota, através do site da Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), confirmando para manhã desta segunda-feira (21/08/2017) o anúncio da vacância do cargo de presidente do Poder Legislativo municipal, em decorrência da morte do vereador Reinaldo Miranda Vieira Filho (Ronny), ocorrida no dia 10 de agosto. Na sequência, o anuncio diz que será realizada eleição para preenchimento do cargo de presidente da Câmara Municipal.

Ewerton Carneiro foi acionado por um grupo de 11 vereadores, liderados pelo pré-candidato a presidente José Carneiro Rocha (PSDB). A ação objetivou denunciar judicialmente o abuso de poder praticado pelo presidente interino, ao não decretar a vacância do cargo de presidiante na segunda-feira (14), durante a primeira sessão da CMFS, ocorrida após a morte do presidente Rinaldo Miranda e ao não dar início ao processo sucessório.

Conforme decisão do juiz titular da 2º Vara da Fazenda Pública de Feira de Santana Gustavo Hungria; e da desembargadora do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) Marcia Borges Faria, durante análise do processo judicial de nº 0510754-87.2017.8.05.0080 e do agravo interposto, ficou caracterizado o abuso de poder por parte de Ewerton Carneiro (Tom). As decisões determinaram o cumprimento do regimento, com a decretação da vacância e eleição para o cargo de presidente.

Derrotado

Apoiado por um grupo de 10 vereadores, dentre eles Ewerton Carneiro, o vereador Roberto Tourinho (PV) observou o paulatino esvaziamento da candidatura, na medida em que um dos apoiadores era o deputado estadual Targino Machado (PPS), político autointitulado independente da liderança do prefeito José Ronaldo (DEM).

Neste aspecto, a vereadora Cíntia Machado (PMB) — sobrinha do deputado e mandataria com cargo de vereadora decorrente da nomeação do vereador Justiniano França (DEM) para a secretaria de Serviços Públicos de Feira de Santana — atuou com intensidade a favor de Tourinho.

Com a finalidade de colocar fim à disputa na Câmara Municipal, Justiniano França — liderado de José Ronaldo ao ponto de qualificá-lo como “pai” — deixou o governo municipal e deve assumir o mandato nesta segunda-feira (21), no lugar de Cíntia Machado. Segundo declarações do vereador, regressa à Câmara para votar em José Carneiro.

Oposição

Fontes do Jornal Grande Bahia (JGB) informaram que o esvaziamento da candidatura de Roberto Tourinho será ainda maior do que os 12 votos contabilizados, até o momento, a favor de José Carneiro.

Neste cenário, as fontes informaram que Roberto Tourinho entregou os cargos que tem na administração municipal ao prefeito e anunciou que iria para a oposição. Observa-se que, de 2013 a 2016, o vereador atuou como secretário municipal do Governo Ronlado.

O Jornal Grande Bahia manteve contato com Tourinho questionando com relação às informações das fontes, lhe solicitando uma declaração ou comentário. O vereador, até o momento da publicação, preferiu não comentar.

Decrepitude

Ao analisar a presidência interina de Ewerton Carneiro, fontes do JGB inferiram que ele protagonizou um dos momentos de maior decrepitude do Poder Legislativo, sendo observadas ameaças, altercações e o desrespeito à memória de Reinaldo Miranda (Ronny).

Vitorioso

Caso confirmada a eleição de José Carneiro à presidência, além da vitória pessoal do político do PSDB, contabilizam vitórias o prefeito, por manter na presidência alguém que age fiel e “cegamente” a liderança dele; e o deputado Carlos Geilson (PSDB), ao observar a dupla derrota de Targino Machado, que além de não eleger o presidente da Câmara, presenciou a sobrinha perder o mandato.

Fissuras

Independente do resultado final, no primeiro momento, a sólida base de 19 vereadores que apoia o Governo Ronaldo sofre fissura.

Quais vereadores, dos 21 mandatários, efetivamente farão oposição ao alcaide? É um questionamento que o tempo responderá.

Observa-se que, pela frágil formação intelectual e pela débil força política, poucos terão determinação e competência para se oporem ao alcaide.

Leia +

Morte do vereador Reinaldo Miranda promove mudança na composição do legislativo feirense; disputa para comandar Câmara Municipal é intensa

Vereador José Carneiro amplia apoios e deve ser eleito presidente da Câmara Municipal de Feira de Santana

Violação ao princípio da legalidade é observado em eleição para presidência da Câmara Municipal de Feira de Santana; morto, Reinaldo Miranda (Ronny) ainda preside Poder Legislativo

Presidente interino da Câmara Municipal de Feira de Santana foi acionado por abuso de poder; confira íntegra da decisão judicial

Desembargadora Marcia Faria confirma decisão do juiz Gustavo Hungria que determina eleição para presidência da Câmara Municipal de Feira de Santana

Sobre Carlos Augusto 9652 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).