Vereador destaca atuação firme do governador Rui Costa como fator determinante para que prefeito ACM Neto modificasse posicionamento fascista com relação a integração metrô/ônibus

Postura fascista e antidemocrática do prefeito ACM Neto contra a gestão do governador Rui Costa é revista.

Postura fascista e antidemocrática do prefeito ACM Neto contra a gestão do governador Rui Costa é revista.

O líder da oposição, vereador José Trindade ironizou a decisão do prefeito ACM Neto (DEM) de finalmente realizar a integração metrô/ônibus em Salvador.

“A integração ônibus/metrô é fundamental, mas o engraçado é que o prefeito só resolveu colaborar depois que o governador Rui Costa anunciou que vai fazer licitação para alimentar e integrar os ônibus ao sistema do metrô, assim como já vem fazendo nas linhas para atender os servidores do Centro Administrativo da Bahia (CAB) e isso deixou a prefeitura sem outra opção. Quem vai deixar de pegar os ônibus do governo com ar-condicionado e wi-fi para usar o transporte sujo e decadente administrado pela prefeitura? O metrô é uma obra tamanho G do governo do estado e o prefeito no que puder, quer pegar uma carona”, ironizou Trindade.

Nesta quarta-feira (10/08/2017), o prefeito, depois de muito atrapalhar, se viu obrigado a integrar 100% da frota dos ônibus urbanos de Salvador com o metrô, depois da decisão do governador Rui Costa de licitar linhas complementares para alimentar o sistema metroviário.

“A prefeitura usa como desculpa que usou esse tempo para fazer estudos e só agora pode autorizar a integração quando na verdade o prefeito ficou com medo pois a população já identificou que ele queria  atrapalhar o processo de integração e que Rui era mais do que capaz para resolver o problema e ainda entregar ônibus com mais qualidade e rapidez em curto espaço de tempo para não prejudicar a população. A prefeitura quer pongar, mas o responsável pela integração e pelo metrô até a vovó sabe que é o Governo do Estado”, afirmou o líder da oposição.

No início do mês, o governador Rui Costa afirmou que a prefeitura tinha até o final dessa semana para definir a integração do sistema de ônibus com o metrô. Rui chegou a afirmar que caso a prefeitura não chegasse em um acordo até a próxima reunião que eles tinham agendado, publicaria no dia seguinte o edital de licitação das linhas alimentadoras. De acordo com o governador, as linhas deverão ter ar condicionado e wi-fi gratuito para a população. O governo também vai implantar wi-fi nas estações de metrô e licitar as linhas da região metropolitana.

Boicote antidemocrático

O posicionamento do prefeito de Salvador foi severamente criticado por políticos e representantes da sociedade civil, que, de forma reiterada, declararam que a tentativa de boicote protagonizada por ACM Neto, contra a gestão do governador Rui Costa, penalizava a população, ao mesmo tempo que evidenciava o perfil autoritário e fascista do prefeito.

Observa-se que a mudança de postura do prefeito não ocorreu por beneplácito do alcaide. Uma reunião entre Ministério Público da Bahia, Governo do Estado e Prefeitura de Salvador está agendada para ocorrer nesta segunda-feira (14/08/2017), oportunidade em que o MP deve expressar posicionamento referente as medidas antidemocráticas do prefeito ACM Neto.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook do JGB

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]