Vereador cobra melhorias no sistema de regulação no SUS de Feira de Santana

Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): vou acionar o Ministério Público para saber se neste final de semana tinha ou não vaga para regulação no Dom Pedro.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): vou acionar o Ministério Público para saber se neste final de semana tinha ou não vaga para regulação no Dom Pedro.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): vou acionar o Ministério Público para saber se neste final de semana tinha ou não vaga para regulação no Dom Pedro.
Isaías dos Santos (Isaías de Diogo): vou acionar o Ministério Público para saber se neste final de semana tinha ou não vaga para regulação no Dom Pedro.

Durante o tempo do grande expediente, na sessão ordinária desta terça-feira (29/08/2017), na Câmara de Vereadores de Feira de Santana, o vereador Isaías dos Santos (Isaías de Diogo, PSC) voltou a tratar sobre a dificuldade de regulação no Sistema Único de Saúde (SUS) de Feira de Santana. Segundo ele, o sistema tem dificultado a transferência de pacientes para os hospitais acarretando em mortes.

“Sempre presenciamos aqui discursos voltados para a dificuldade de regulação de pacientes do SUS. Não é obrigação do vereador interferir na aquisição de uma vaga em hospital, mas temos obrigação de saber como está andando a saúde em nosso Município e se está fazendo valer os recursos destinados pelos governos Federal, Estadual e Municipal”, disse Isaías.

Ainda no uso da tribuna, o edil lembrou que muitas pessoas chegam aos hospitais e não recebem atendimento por conta da “fila da morte”. “A regulação escolhe quem é que vai morrer porque nem todos os necessitados conseguem atendimento nos hospitais. E isso não acontece apenas no Hospital Geral Clériston Andrade, mas em todos os hospitais que recebem recursos do SUS”, pontuou.

Em aparte, o vereador Pablo Roberto (PHS) lembrou que é preciso exigir melhorias também no atendimento do Hospital Dom Pedro de Alcântara, que, segundo ele, está mais voltado ao atendimento particular que público. “Ele não cumpre nem 30% do que é capacitado. Ele abriu mão de atender à população, de atender urgência e emergência e realizar partos. A caixa preta do Dom Pedro não foi aberta quando houve, nesta Casa, uma audiência pública para tratar do assunto. O que precisamos é fazer a defesa do que Feira de Santana realmente precisa”, observou.

De volta com a palavra, Isaías de Diogo lembrou que o HGCA tem sido um herói quando se trata da saúde em Feira de Santana. “Vou acionar o Ministério Público para saber se neste final de semana tinha ou não vaga para regulação no Dom Pedro, pois sei que pela regulação não há vagas, mas se fizerem uma ligação a vaga surge. Porém, para o pobre não tem vaga. São assassinos da saúde”, finalizou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111097 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]