Trabalhadores promovem ‘Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa Econômica Federal’; Nordeste não terá mais nenhuma filial do FGTS;

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Bancários protestam em defesa da Caixa Econômica Federal.
Bancários protestam em defesa da Caixa Econômica Federal.
Bancários protestam em defesa da Caixa Econômica Federal.
Bancários protestam em defesa da Caixa Econômica Federal.

Funcionários da instituição bancária de todo o país estão realizando nesta terça-feira (15/08/2017) o Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa Econômica Federal (CEF). Das 16 gerências de filiais da Caixa Econômica Federal (CEF) que cuidam do FGTS, apenas cinco vão continuar em atividade. O Nordeste não terá mais nenhuma filial.  O fechamento deve atingir cerca de 1,2 mil empregados em todo o país. Esse é apenas o primeiro passo da reestruturação. Ao todo, 131 unidades internas e administrativas em todo o Brasil serão fechadas. O banco vai passar de 424 departamentos para 293 até março de 2018.

Para Augusto Vasconcelos, Presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, “o governo Temer contra-ataca a Caixa para atender interesses inconfessáveis do sistema financeiro, que pretende enfraquecer os bancos públicos. Há propostas que circulam no seio do governo que visam retirar o FGTS da Caixa e entregar os recursos também para bancos privados. Na prática isso pode inviabilizar programas, como o Minha Casa Minha Vida, e outros projetos de desenvolvimento urbano. É um ataque aos mais pobres”, frisou.

Hoje os membros da Comissão Executiva dos Empregados (CEE/Caixa) terão nova rodada de negociação da mesa permanente, na qual vão reafirmar o posicionamento da categoria contra a reestruturação e a ampliação do programa de Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP), em defesa da revogação do RH 037, que abre espaço para a contratação de bancários temporários, pela contratação de mais empregados e em defesa da Caixa 100% pública.

A Caixa, que já chegou a ter 101 mil empregados em 2014, poderá ficar com menos de 90 mil, após a reabertura do Programa de Desligamento Voluntário Extraordinário (PDVE), em 20 de julho. Além da redução do quadro de pessoal, que gera sobrecarga de trabalho e adoecimento, a direção do banco está impondo, de forma unilateral, uma reestruturação e ampliação do GDP, que mexe com postos de trabalho e atinge os direitos dos trabalhadores.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113576 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]