SSP investiga divulgação de mentiras sobre o Governo da Bahia no WhatsApp; propaganda utilizada por sabotadores tem característica do fascismo

Rede social WhatsApp é utilizada como meio de propaganda fascista contra o Governo Rui Costa.

Rede social WhatsApp é utilizada como meio de propaganda fascista contra o Governo Rui Costa.

O Governo da Bahia, por meio da Secretaria de Comunicação (SECOM), alerta a sociedade sobre a divulgação de notícias mentirosas a respeito da administração estadual e do governador Rui Costa pelo WhatsApp e pelas redes sociais.

A Secom informa que a Secretaria de Segurança Publica (SSP) já está investigando a autoria dessas ações virtuais que visam disseminar informações falsas e confundir os servidores públicos e a população de um modo geral.

Os criminosos utilizam informações inverídicas e, em algumas situações, se apropriam das marcas do Governo do Estado na tentativa de assegurar credibilidade ao conteúdo falso. Todas as informações sobre as ações do Governo podem ser checadas no site da Secom, no endereço www.secom.ba.gov.br.

Ação antidemocrática

O mecanismo de propaganda utilizado objetivando sabotar o governo Rui Costa remete aos conceitos utilizadas no período fascista:

A propaganda foi um dos principais instrumentos utilizados pelo fascismo para chegar ao poder. Os fascistas dispunham de capital, o que lhe permitia fazer uso intensivo dos meios e equipamentos de comunicação. A doutrina fascista entendia que as massas eram incapazes de compreender as ideias abstratas, e que apenas eram capazes de compreender acepções simplistas, expressões sentimentais de baixa complexidade, porem extremadas. Para os fascistas, as massas assimilavam ideias do sistema como se fossem deles próprios, desde que utilizados os mecanismos adequados de persuasão.

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade

Facebook do JGB

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]