Senadores Otto Alencar e Lídice da Mata dizem que governo federal persegue Estado da Bahia; articulação contra governo Rui Costa contou com iniciativa do prefeito ACM Neto

Senador Otto Alencar critica boicote do Governo Temer ao Estado da Bahia. Parlamentares baianos vão marchar ao Palácio do Planalto e cobrar liberação de empréstimo para investimentos públicos nas áreas de saúde, educação e infraestrutura; Estado tem capacidade fiscal.
Senador Otto Alencar critica boicote do Governo Temer ao Estado da Bahia. Parlamentares baianos vão marchar ao Palácio do Planalto e cobrar liberação de empréstimo para investimentos públicos nas áreas de saúde, educação e infraestrutura; Estado tem capacidade fiscal.
Senador Otto Alencar critica boicote do Governo Temer ao Estado da Bahia. Parlamentares baianos vão marchar ao Palácio do Planalto e cobrar liberação de empréstimo para investimentos públicos nas áreas de saúde, educação e infraestrutura; Estado tem capacidade fiscal.
Senador Otto Alencar critica boicote do Governo Temer ao Estado da Bahia. Parlamentares baianos vão marchar ao Palácio do Planalto e cobrar liberação de empréstimo para investimentos públicos nas áreas de saúde, educação e infraestrutura; Estado tem capacidade fiscal.

O senador Otto Alencar (PSD-BA) classificou de perseguição odiosa a não assinatura pelo governo federal de um empréstimo de R$ 600 milhões ao Estado da Bahia para investimentos em educação, saúde e infraestrutura pública. Na tribuna do Senado, nesta terça-feira (08/08/2017), ele disse que parlamentares baianos vão marchar até o Palácio do Planalto e cobrar do presidente Michel Temer a liberação dos recursos pelo Banco do Brasil.

“Não vai ficar assim. Vamos tomar providências. Vamos marchar ao Palácio do Planalto e perguntar ao presidente se ele vai cumprir com a palavra e com o povo da Bahia”, afirmou.

O empréstimo, disse Otto Alencar, não é um favor. É um direito do Estado da Bahia que está organizado do ponto de vista fiscal. “O empréstimo não é bonificação como o concedido pelo governo Temer a estados endividados, caso do Rio de Janeiro”, salientou.

Segundo o senador, o governo federal havia se comprometido a liberar o empréstimo exatamente pela capacidade fiscal do Estado da Bahia. No entanto, Otto Alencar afirmou que ouviu na semana passada do próprio presidente Temer, ao questioná-lo sobre a autorização do empréstimo, que a liberação não seria dada por causa da pressão de parlamentares e lideranças do DEM.

Retaliação

Em aparte, a senadora Lídice da Mata (PSB-BA), disse que os atores deste triste episódio deveriam ser destituídos de representar a Bahia, pois não estão fazendo mal ao Governo do Estado, mas ao povo baiano.

“Esse DNA da retaliação e perseguição eu conheço de perto. Quero lembrar que votamos aqui a favor do empréstimo solicitado pelo prefeito ACM Neto, pois era um benefício para Salvador, mas nós como representantes da Bahia, temos o dever de denunciar essa situação de sabotagem aos baianos. Não vamos descansar um só dia, na permanente denúncia dessa situação, enquanto não houver a reversão desse quadro. É uma posição contra o povo baiano”, resumiu Lídice.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110032 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]