Michel Temer não é legítimo nem aqui, nem na China!, diz deputado Robinson Almeida

Presidente Michel Temer e deputado Rodrigo Maia, governo despótico tem vínculo com partido que apoiou o Golpe Civil/Militar de 1964 e o Golpe Parlamentar de 2016.
Presidente Michel Temer e deputado Rodrigo Maia, governo despótico tem vínculo com partido que apoiou o Golpe Civil/Militar de 1964 e o Golpe Parlamentar de 2016.
Presidente Michel Temer e deputado Rodrigo Maia, governo despótico tem vínculo com partido que apoiou o Golpe Civil/Militar de 1964 e o Golpe Parlamentar de 2016.
Presidente Michel Temer e deputado Rodrigo Maia, governo despótico tem vínculo com partido que apoiou o Golpe Civil/Militar de 1964 e o Golpe Parlamentar de 2016.

Em nota encaminhada nesta terça-feira (29/08/2017) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o deputado federal Robinson Almeida (PT/BA) criticou da falta de legitimidade do presidente Michel Temer (PMDB/SP) para representar o povo brasileiro durante viagem à China. O parlamentar criticou, também, a liquidação do patrimônio nacional que o déspota apresenta como oportunidade de negócio.

— A aposta é certa. Não precisa nem abrir o olho. A viagem de Temer a China será mais uma vergonha nacional. Depois de anunciar o pacote de privatização, o maior programa de entrega do patrimônio do povo brasileiro, o golpista Temer vai atrás de compradores na China. — Afirmou o parlamentar

— Dentro das empresas anunciadas para a privatização, estão a Eletrobrás, aeroportos e a Casa da Moeda. Riqueza nacional, construída com o suor de várias gerações de brasileiros, a Eletrobrás tem seu parque e empresas avaliado por especialistas em mais de R$ 300 bilhões. O vendilhão da pátria, Temer, quer entregá-la por menos de 10% do valor. Vamos resistir. — Criticou Robinson Almeida.

Sobre Carlos Augusto 9706 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).