Governo Rui Costa contesta inverdade proferida por ACM Neto e diz que policiais retirados atuavam na Casa Militar da Prefeitura de Salvador; ordem é patrulhar a cidade

Prefeito ACM Neto defende que policiais militares atuem como seguranças de instalações municipais. Político patrocina desvio de função de agentes do estado que deveriam estar atuando na segurança pública.

Prefeito ACM Neto defende que policiais militares atuem como seguranças de instalações municipais. Político patrocina desvio de função de agentes do estado que deveriam estar atuando na segurança pública.

Em resposta ao pronunciamento do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o Governo Rui Costa emitiu nota nesta quinta-feira (17/08/2017) esclarecendo que policiais retirados da prestação de serviço à Prefeitura de Salvador atuavam na Assistência Militar do gabinete do alcaide, e que a prioridade do governo é que militares atuem no trabalho de policiamento.

Além de desmentir a fala de ACM Neto, a nota do governo evidencia o descontrole verborrágico do alcaide, que cobra mais ações em segurança e reclama quando policiais são deslocados para a atividade fim, ou seja, para o policiamento.

Observa-se por fim, que ACM Neto, ao defender que policiais treinados e armados atuem como seguranças das instalações do município, presta um desserviço ao povo da Bahia. Infere-se que, neste contexto, o alcaide está patrocinando o desvio da finalidade policial.

Confira a nota ‘Governo mantém policiais em postos de saúde e reforça policiamento nas ruas de Salvador’

Em janeiro de 2015, o Governo do Estado iniciou a redução significativa de policiais militares que exercem atividades administrativas em órgãos municipais e estaduais, incluindo o próprio Poder Executivo. A medida teve como objetivo transferir esses policiais para atividades nas ruas da capital e do interior, ampliando a segurança da população.

Desde aquele ano, o Governo do Estado tem, gradativamente, transferido para a atividade de rua policiais militares que executavam serviços administrativos na Governadoria, em secretarias do Estado e diversas outras instituições, como Ministério Público, Assembleia Legislativa e Tribunal de Justiça da Bahia.

Atualmente, 800 policiais militares continuam prestando serviço, em escala extra, em instituições municipais. Esse efetivo permanecerá trabalhando nos postos de saúde de Salvador, entre outras estruturas da Prefeitura da capital. Os policiais militares remanejados da Prefeitura prestavam serviço na Assistência Militar da Prefeitura e, a partir de agora, atuarão nas ruas de Salvador, reforçando a segurança pública para a população.

Vídeo com o pronunciamento de ACM Neto

Compartilhe e Comente

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Facebook do JGB

Manchete

Colunistas e Artigos

+ Publicações >>>>>>>>>

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]