Governo do Estado oferece ‘Painel de Oportunidades’ aos empresários da Bahia

Cartaz anuncia ‘Painel de Oportunidades’; evento ocorre na SDE, em Salvador. Evento objetiva ajudar o pequeno, o médio e o grande empresário, através de incentivos fiscais, novas plataformas digitais e capacitação para que os empreendedores baianos participem de licitações e sejam os principais fornecedores do estado.

Cartaz anuncia ‘Painel de Oportunidades’; evento ocorre na SDE, em Salvador. Evento objetiva ajudar o pequeno, o médio e o grande empresário, através de incentivos fiscais, novas plataformas digitais e capacitação para que os empreendedores baianos participem de licitações e sejam os principais fornecedores do estado.

Que tal passar a ter o Governo como o seu cliente?  Empresas de diversos tamanhos podem ser as principais fornecedoras para o Estado e, assim, estimular o desenvolvimento econômico da Bahia. Para isso, novas ações estão sendo articuladas entre o governo e iniciativa privada e serão apresentadas durante o “Painel de Oportunidades: o Governo Compra na Bahia e Desenvolve Nossa Economia”, ocorre nesta terça-feira (dia 22/08/2017), no auditório da SEC, das 8h30 às 12h, com a presença dos secretários estaduais de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner; da Administração, Edelvino Góes; da Fazenda, Manoel Vitório; dos presidentes da FIEB, Ricardo Alban; do SEBRAE, Jorge Khoury e da Fecomércio, Carlos Andrade.

Essas ações visam fortalecer a indústria e o comércio baiano e movimentar a economia dentro do próprio estado. “Os temas que serão abordados interessam aos empresários de diversas áreas, com enfoque para as licitações e isenções de impostos para produtores locais; novas oportunidades de investimentos, tendências do mercado e a mais nova plataforma digital que está sendo desenvolvida para reunir os fornecedores baianos num só catálogo eletrônico”, explica Wagner.

O uso do poder de compra do governo é um importante instrumento para fomentar mercados, estimular o desenvolvimento e fortalecer as micro e pequenas empresas locais.  “A Lei Geral garante exclusividade para empresas de micro e pequeno porte e microempreendedores individuais na participação em licitações com valor de até R$ 80 mil. É fundamental que os empresários tenham acesso a essas informações”, afirmou Jorge Khoury, presidente do SEBRAE|BA.

Na Bahia o volume médio de compras públicas do Governo do Estado é de aproximadamente R$ 4,5 bilhões de reais/ano. “O evento é uma oportunidade de apresentar ao empresariado local as políticas de compra do Estado voltadas para o aumento da participação das empresas baianas”, explicou  Edelvino Góes.

Segundo Jaques Wagner, o pacote de ações impactam na geração de emprego e renda, contribuindo, assim, para a redução do desemprego e das desigualdades sociais.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).