Feira de Santana: vereador Gilmar Amorim reclama de mau cheiro e mosquitos no cemitério São Jorge

Gilmar Amorim: ninguém conseguiu ficar próximo, nem a família ficou próxima para acompanhar o sepultamento.
Gilmar Amorim: ninguém conseguiu ficar próximo, nem a família ficou próxima para acompanhar o sepultamento.
Gilmar Amorim: ninguém conseguiu ficar próximo, nem a família ficou próxima para acompanhar o sepultamento.
Gilmar Amorim: ninguém conseguiu ficar próximo, nem a família ficou próxima para acompanhar o sepultamento.

Em discurso proferido na tribuna da Casa Legislativa de Feira de Santana, nesta quarta-feira (23/08/2017), o vereador Gilmar Amorim (PSDC) chamou a atenção da Associação Feirense de Assistência Social (AFAS) com relação à fedentina e a grande quantidade de mosquitos no cemitério São Jorge, que é administrado pela referida entidade.

O edil disse que ontem participou de um sepultamento no cemitério supracitado e pode constatar, pela terceira vez, o mau cheiro e os mosquitos. “Só ficou o pessoal que trabalha no cemitério, porque foi insuportável o fedor que se encontrava no cemitério, foram insuportáveis os mosquitos, ninguém conseguiu ficar próximo, nem a família ficou próxima para acompanhar o sepultamento”, queixou-se.

Em aparte, o vereador Isaías dos Santos (Isaías de Diogo, PSC) parabenizou Gilmar pelo pronunciamento e confirmou que esse problema, realmente, está acontecendo no cemitério São Jorge.  “Eu também já participei ali de alguns sepultamentos. A AFAS precisa ter mais responsabilidade na questão dos entes queridos que são depositados ali naquelas urnas. Vossa Excelência está corretíssimo quando diz que a fedentina, infelizmente, incomoda todos que frequentam ali quando vão deixar os seus entes queridos”.

Também em aparte, o vereador Roberto Tourinho (PV) afirmou que tem um cuidado muito grande com esses problemas em cemitérios, porque é questão de saúde pública.

“Nós representamos a Comissão de Meio Ambiente na Casa e Vossa Excelência [Gilmar Amorim] também faz parte. Eu gostaria que combinássemos: eu, Vossa Excelência e o vereador Nery, para que fossemos juntos à direção do cemitério São Jorge, para discutir esse assunto. Não podemos permitir fedentina no cemitério São Jorge e em outros cemitérios, assim como não podemos permitir que odores exalem desta natureza como exalou nesta Casa, no ano passado, quando se discutiu um projeto que dizia respeito à AFAS”, pontou.

Novamente com o uso da palavra, o vereador Gilmar Amorim, que é vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente, se colocou à disposição, a partir de amanhã, para visitar a AFAS.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108763 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]