Em defesa da causa animal, deputado José de Arimateia visita ONG Célula Mãe; entidade está ameaçada de fechamento

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Deputado José de Arimateia durante visita ONG Célula Mãe, alerta para necessidade de manutenção da instituição.
Deputado José de Arimateia durante visita ONG Célula Mãe, alerta para necessidade de manutenção da instituição.
Deputado José de Arimateia durante visita ONG Célula Mãe, alerta para necessidade de manutenção da instituição.
Deputado José de Arimateia durante visita ONG Célula Mãe, alerta para necessidade de manutenção da instituição.

A castração e o resgate de animais de rua abandonados e em situação de risco deixaram, há cinco meses, de ser a rotina da Organização Não Governamental (ONG) Célula Mãe, entidade, que realiza em Salvador e Região Metropolitana, projeto em prol dos animais. Preocupado, o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Saúde e Institutos de Pesquisas Afins da Bahia e defensor assíduo da causa animal, deputado estadual José de Arimateia (PRB-BA), visitou na tarde, desta quarta-feira (23/08/2017), as instalações da ONG que atualmente, por questões financeiras, oferece apenas alimentação e cuidados básicos aos 12 animais que ainda vivem na Organização, localizada no Bairro de Cajazeiras oito, na capital baiana.

O deputado, que em novembro do ano passado realizou uma ação em benefício da Célula Mãe, classificou a entidade como uma Instituição estruturada de todas as formas para atuar no controle populacional de animais. Em seguida, o parlamentar convocou a população baiana a unir forças para o não fechamento da Organização, que entra em comunidades carentes da capital baiana para muitas vezes salvar vidas. “Hoje a cidade de Salvador já soma 200 mil animais abandonados. A Célula Mãe realiza um trabalho importantíssimo que é de responsabilidade do Poder Público, mas, lamentavelmente, existe ainda um descaso à Causa. Vou continuar lutando com afinco por essa ONG” disse o republicano.

A Coordenadora da Célula Mãe, Janaína Rios, disse que a instituição surgiu pela forma assistencialista, por meio de um grupo de mulheres motivadas em agir pela raiz do problema, que é a promoção de ações preventivas, para inibir a superpopulação de cães e gatos, propagação de zoonoses e abandono. “Pela falta de apoio do Poder Público o projeto está na eminência de fechar as portas. Lamento muito por não conseguir expandir as atividades que já poderiam ser transformadas em Políticas Públicas”, ressaltou.

A Célula Mãe foi pioneira, porque a entidade é responsável pelo primeiro Programa de Esterilização em Massa de Cães e Gatos no Estado da Bahia, além de já ter realizado 30 mil castrações e 70 mil atendimentos em 12 anos de existência.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113846 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]