Despotismo do prefeito ACM Neto é denunciado; ‘Odium Parit Repudium’

Perseguição ao ex-presidente Lula promovida pelo prefeito ACM Neto revela despotismo e medo de enfrentamento democrático através do voto, comenta opositor.
Perseguição ao ex-presidente Lula promovida pelo prefeito ACM Neto revela despotismo e medo de enfrentamento democrático através do voto, comenta opositor.
Perseguição ao ex-presidente Lula promovida pelo prefeito ACM Neto revela despotismo e medo de enfrentamento democrático através do voto, comenta opositor.
Perseguição ao ex-presidente Lula promovida pelo prefeito ACM Neto revela despotismo e medo de enfrentamento democrático através do voto, comenta opositor.

O suplente de deputado federal Robinson Almeida (PT/BA) — em nota encaminhada ao Jornal Grande Bahia (JGB), nesta terça-feira (15/08/2017) — denunciou mais uma atitude despótica do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). Segundo o parlamentar, o reacionário ACM Neto utiliza de prepostos (laranjas) para perseguir a mais destacada liderança política do país — o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT/SP) — utilizando questionamento jurídico sobre a validade do título de Doutor Honoris Causa, concedido pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), ao líder trabalhista e humanitário.

O ódio instilado por conservadores/reacionários tem contribuído para deteriorar os ideais de política na República. Notadamente, ACM Neto pertence a uma linhagem de políticos vinculados a movimentos autoritários. O avô, Antônio Carlos Magalhães (Salvador, 04/09/1927 — São Paulo, 20/07/2007) ficou reconhecido historicamente como o deputado do Golpe Civil/Militar de 1964, sendo transformado, pelos militares, em governador biônico da Bahia, em duas oportunidades, ou seja, à revelia da vontade popular. Neste contexto, é compreensível que pessoas identificadas com o autoritarismo, a exemplo do prefeito ACM Neto, rejeitem líderes populares, a exemplo do ex-presidente Lula.

Diferente do bacharel em direito ACM Neto, cuja compreensão de mundo está limitada pela formação acadêmica e pelo vinculo autoritário, o Dr. Antonio Eduardo Alves de Oliveira, professor da UFRB, redigiu artigo ‘A concessão do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela UFRB expressa reconhecimento político’. No artigo, o professor destaca a atuação do ex-presidente em defesa da classe trabalhadora e do avanço da sociedade brasileira, através da educação. “A honraria concedida é ressaltado o papel do ex-presidente Lula no processo de implementação do ensino superior público no Brasil, a partir de 2003”, afirma professor Antonio Eduardo.

Repúdio

Observa-se que ACM Neto — ao instilar o discurso do ódio e atuar através de mecanismos antidemocráticos que prejudicam o interesse do povo — desperta o repúdio: ‘Odium Parit Repudium — ódio gera repúdio’.

Confira o teor da nota ‘Com medo, ACM Neto usa laranja para perseguir Lula’

Continua a perseguição ao eterno presidente Lula. Agora, o prefeito ACM Neto utilizou como laranja o vereador de Salvador, Alexandre Aleluia, para entrar na justiça contra o título de Doutor Honoris Causa concedido pela Universidade Federal do Recôncavo da Bahia ao próprio criador dessa instituição de ensino.

Não há nenhuma ilegalidade na concessão dessa justa honraria ao presidente Lula. Também homenageado em dezenas de universidades de todo mundo e do Brasil, Lula foi o responsável pela maior expansão do ensino superior e técnico na história do país. Foram criadas 18 universidades federais no Brasil e 422 escolas técnicas na era Lula presidente.

A ação do grupo de Neto revela o medo de enfrentar Lula na próxima eleição presidencial. O DEM, que perdeu quatro eleições consecutivas para presidente, participa do golpe em curso no Brasil. Neto defende Temer e todas suas malditas Reformas. Sabe que o povo quer Lula de volta pra consertar todos os desmandos e ataques aos direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro.

Robinson Almeida

Leia +

A concessão do título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela UFRB expressa reconhecimento político

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9972 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).