Deputado Robinson Almeida alerta: “Distritão é armação!”

Deputado Robinson Almeida critica proposta de Distritão.

Deputado Robinson Almeida critica proposta de Distritão.

O deputado federal Robinson Almeida (PT-BA) afirmou nesta quinta-feira (10/08/2017) que o “Distritão”, aprovado pela comissão da Câmara que discute a Reforma Política, é uma grande armação para reeleger a maioria dos atuais parlamentares.

“Seus defensores fizeram as contas e perceberam que esse é o melhor caminho para mantê-los no poder”, explicou Robinson.

O novo modelo é baseado no voto majoritário, diferente do atual que é proporcional.  Hoje, para ser eleito, o candidato não depende apenas dos votos que recebe, conta também com os votos dados ao seu partido ou coligação. Desta forma, o voto dos eleitores é melhor aproveitado.

No sistema Distritão, não importa a quantidade de votos do partido ou coligação. Isso levará os partidos a concentrar a votação em poucos concorrentes. “Quem serão os candidatos escolhidos pelos partidos? Não tenham dúvidas: os próprios detentores dos mandatos”, argumenta o deputado Robinson.

A proposta, que agora segue para aprovação em plenário, é amplamente discutida em todo o mundo. E na maioria dos países é considerada como um modelo antidemocrático, que só é adotado em dois lugares, no Afeganistão e na Jordânia.

Segundo Robinson, os deputados estão legislando em causa própria, visando obter privilégios na disputa eleitoral. “É um golpe na democracia pra impedir a tendência de grande renovação da Câmara”, afirmou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).