Bahia tem potencial para se tornar referência no setor da saúde

Roberto Badaró durante palestra sobre as perspectivas para o mercado.
Roberto Badaró durante palestra sobre as perspectivas para o mercado.
Roberto Badaró durante palestra sobre as perspectivas para o mercado.
Roberto Badaró durante palestra sobre as perspectivas para o mercado.

A Bahia tem potencial para se tornar um polo promissor e de referência no setor da saúde. Isso porque o estado possui profissionais qualificados, construtoras que atuam na customização de clínicas e hospitais, além de centros especializados que buscam inserir o que há de mais moderno no segmento, a exemplo do Instituto de Tecnologia da Saúde (ITS) do SENAI/CIMATEC. Por conta dessa ascensão, empresários baianos se reuniram na terça-feira (08/08/2017), no Fórum [B+], em Salvador, para discutir as perspectivas para o mercado.

Palestrante do evento, o médico, pesquisador e chefe do ITS, Roberto Badaró, explicou que a tendência da Medicina é acompanhar a evolução tecnológica e da humanidade, tendo em vista que a expectativa de vida, sobretudo dos brasileiros, aumentou. “Daqui a 20 anos serão instrumentos fundamentais a realidade aumentada, o uso da inteligência artificial e de robôs cuidadores, impressão de órgãos e tecidos em 3D, retina virtual, laboratórios via celular, prontuários eletrônicos, dentre outros”, detalha Badaró.

Ainda segundo o médico, grande parte do atraso do Brasil se deve a pouca utilização de sistemas de gerenciamento por softwares e cartões eletrônicos com chips, que coletam, de forma dinâmica, as informações dos pacientes, que podem otimizar todo o processo. Outro ponto que ainda precisa de melhoria diz respeito à confecção de medicamentos, já que importamos mais do produzimos. Além disso, devemos elevar o orçamento anual enxuto de R$ 200 bilhões na área da saúde.

Investimento na área

O superintendente do Banco do Nordeste (BNB), Antônio Jorge Pontes, também esteve no evento e destacou que a missão da instituição financeira é gerar desenvolvimento, apoio e renda ao setor, desde as pequenas clínicas aos grandes hospitais. “Essa é uma área que está em constante mutação e requer inovação frequente. Por isso, oferecemos linhas especiais de crédito, como o FNE Inovação, FNE Sol e cartão BNB, que viabilizam o negócio de quem atua na área, oferecendo condições especiais de crédito”, afirma.

Além das instituições financeiras, outro ramo que está de olho no setor da saúde é o da construção civil. Em Salvador e demais cidades do interior, a Civil Construtora, que está completando 55 anos, oferece, em seu leque de atuação, soluções diferenciadas para empresários que trabalham na área, independente do porte da empresa. “Com uma metodologia própria, que customiza o atendimento aos clientes, conseguimos trabalhar na facilitação de aprovação dos projetos nos órgãos competentes; apoio junto ao banco financiador; e estudar uma execução responsável, causando redução de custo e aumentando o valor agregado”, detalha o vice-presidente da empresa, Rafael Valente.

Segundo o diretor geral do Grupo [B+], Renato Simões Filho, “os fóruns, que já somam 32 edições, têm a missão de promover encontros entre os executivos baianos, visando debater temas que movimentam a economia do estado, divulgar cases de sucesso, além de discutir as perspectivas para o mercado”.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108863 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]