Sento Sé completa 185 anos de emancipação política

Município de Sento Sé completa 185 anos.
Município de Sento Sé completa 185 anos.
Município de Sento Sé completa 185 anos.
Município de Sento Sé completa 185 anos.

Sento Sé, cidade situada no norte da Bahia, fica localizada na borda do Rio São Francisco. O município ocupa a terceira maior extensão territorial do estado, com 12.871 km2. Com mais de 300km de margem fluvial, é o maior reservatório de água complexo CHESF e um dos maiores de água doce do Nordeste. Sento Sé possui a maior área de caatinga preservada do planeta, é hoje uma gigante nacional na geração de energia sustentável. Sua população é de aproximadamente 41.464 habitantes segundo o IBGE.

O nome Sento Sé tem sua origem de uma tribo indígena chamada “Centoce”. Os primeiros povoadores foram portugueses vindos de lavouras de cana-de-açúcar e edificaram engenhos. Em 1719 foi construída uma capela dedicada a São José da Barra, e em 1752 teve como seu primeiro vigário o Pe. Domingo Alves de Souza, feita a correção gramatical passa a ser chamado e escrito como o arraial de Sento Sé. Por muitos anos imperou o coronelismo. Em 06 de julho de 1832 um decreto provincial criou o município de Sento Sé, em 21 de novembro de 1883 foi confirmada a emancipação política com a presença do presidente da província Joaquim José Pinheiro Vasconcelos.

No ano de 1971 os munícipes de Sento Sé receberam uma grande surpresa, a notícia que a “CHESF” daria início a construção da Barragem de Sobradinho. A partir deste primeiro comunicado deu-se a sequência a várias reuniões para estabelecer o local para onde iria a nova Sento Sé. Os locais mais vistos para criação da nova cidade séria: Piçarrão, Pirí ou Tombador, mas a CHESF não aceitou debate. Pela lei estadual nº 3347, de 23 de dezembro de 1974, transferiu-se a sede municipal para o local distante 82 km da cidade velha, sendo esta inundada pela barragem.

A nova cidade de Sento Sé, fica localizada a 192km de Juazeiro-BA. Com 60 povoados e mais de 150 localidades habitadas, está dividido em sete distritos: Sede, Pirí, Américo Alves, Cajuí, Piçarrão, Amaniú e Minas de Mimoso. A economia do município baseia-se na agricultura irrigada, agropecuária e o comércio, tendo ainda como potencial a extração de minérios. Recentemente foi descoberto no município uma jazida de ametista. A possibilidade de livre extração atraiu cerca de oito mil pessoas ao local, mudando a rotina da cidade. A mina fica no alto da Serra da Quixaba, a 54 km da sede. O município é um dos maiores produtores de cebola do Nordeste; concentra grandes jazidas de ferro, manganês, magnesita, ametista, quartzo e cristal branco. Na pecuária se destaca na criação de caprinos, ovinos e bovinos.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]