Reforma retira direitos da classe trabalhadora, afirma senadora Lídice da Mata

Senadora Lídice da Mata critica proposta de reforma trabalhista.

Senadora Lídice da Mata critica proposta de reforma trabalhista.

Em pronunciamento no Plenário, Lídice da Mata (PSB-BA) criticou entre outros pontos da reforma trabalhista (PLC 38/2017) a possibilidade de acordos fechados entre patrões e empregados se sobreporem à própria legislação. Para ela, tal dispositivo é reconhecido para que as condições de trabalho alarguem direitos já reconhecidos, e não para a diminuição ou retirada destes direitos, como acredita que se dará a partir da aprovação do texto. Ela mencionou inclusive que esse é o entendimento da Organização Internacional do Trabalho (OIT), com a qual o Brasil tem acordos assinados.

Lídice também considera “inconfiável” o Senado aprovar a reforma como veio da Câmara dos Deputados, recomendando vetos ao presidente da República. Para ela, o atual governo tem como sua única prioridade manter-se no cargo, “sem garantia alguma de que irá conseguir”. Ela ainda acrescenta que o eventual sucessor, deputado Rodrigo Maia, já declarou em evento recente com empresários em São Paulo seu apoio irrestrito à uma “agenda do mercado”.

A senadora considera que a reforma, se for aprovada como está, colocará a classe trabalhadora em “situação desesperadora”, sujeitando-se à precarização de direitos, menores salários e maiores jornadas de trabalho em nome da manutenção do posto “a qualquer custo”.

Confira vídeo

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]