Ministra anuncia demissão de procuradora responsável pela Lava Jato no Peru

Marisol Pérez Tello, ministra da Justiça do Peru.
Marisol Pérez Tello, ministra da Justiça do Peru.
Marisol Pérez Tello, ministra da Justiça do Peru.
Marisol Pérez Tello, ministra da Justiça do Peru.

A ministra da Justiça do Peru, Marisol Pérez Tello, anunciou na quarta-feira (19/07/2017) a demissão da procuradora responsável pelo caso da Operação Lava Jato no país, Katherine Ampuero, por ter apresentado um recurso que evitará que a construtora Odebrecht pague uma reparação civil ao Estado pelas propinas pagas em solo peruano. A informação é da Agência EFE.

Em uma entrevista à RPP Notícias, Marisol afirmou que perdeu a confiança em Katherine e que o governo peruano decidiu despedi-la do cargo.

A procuradora propôs – e a Justiça peruana aceitou – que a Odebrecht seja proibida de transferir as ações de duas empresas envolvidas no projeto de irrigação Olmos.

Em um comunicado, a Odebrecht informou, no início deste mês, que a medida prejudica diretamente os credores da empresa e ao próprio Estado peruano, pois sem a venda do ativo não será possível gerar os fluxos necessários para recuperar a cadeia de pagamento e proceder ao pagamento da reparação civil ao Estado.

Marisol Pérez Tello salientou que o governo pretende que a “Odebrecht deixe o país”, mas antes “deve pagar pelos danos civis correspondentes”.

A ministra disse que a presidente do Conselho de Defesa Jurídica do Estado, Julia Príncipe, tinha renunciado em solidariedade a Katherine Ampuero. Porém, minutos depois, Julia declarou ao mesmo programa de TV que não tinha renunciado, e sim foi demitida do cargo. “Está me tirando do cargo por não ter aceito destituir a procuradora Katherine Ampuero pela proibição no caso Olmos”, explicou Julia Príncipe.

A Odebrecht é investigada no Peru pelo pagamento de US$ 29 milhões em propinas entre 2005 e 2014 para realizar obras públicas.

O escândalo de corrupção culminou com a prisão preventiva para o ex-presidente Ollanta Humala e sua esposa Nadine Herédia. Há  um mandado similar para ser executado contra o ex-presidente Alejandro Toledo e sua esposa Elianne Karp.

*Com informação da Agência Brasil.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110032 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]