Festival de cinema exibe produção indígena em Salvador

Festival de cinema exibe produção indígena em Salvador.
Festival de cinema exibe produção indígena em Salvador.
Festival de cinema exibe produção indígena em Salvador.
Festival de cinema exibe produção indígena em Salvador.

Durante cinco dias do mês de julho, o Cine Kurumin traz à Salvador uma programação completamente voltada às questões indígenas. O evento acontecerá na Saladearte Cinema do Museu, com filmes que participam das mostras competitivas de curta e longa-metragem, incluindo produções internacionais, a maior parte inédita no Brasil e com a mostra “Cinema das Mulheres Indígenas”, que retrata a produção audiovisual realizada por mulheres indígenas no continente americano. Uma programação paralela acontece no Palacete das Artes, com a Mostra Nordeste Indígena e a Sessão Especial Volta Grande do Xingu.

Serão mais de 60 filmes, longas, médias e curtas, em sessões com a presença de realizadores/as indígenas. “As sessões pretendem ser espaços de encontros interculturais, centradas nas perspectivas expressas nas imagens do cinema indígenas como propõe o tema desta edição – Da minha aldeia vejo o mundo”, afirma Thais Brito, diretora do Cine Kurumin. De 16 a 19 de agosto o festival desembarca na Aldeia Tupinambá Serra do Padeiro, no sul da Bahia.

A abertura do Cine Kurumin em Salvador conta com a participação de Ailton Krenak, uma das maiores lideranças indígenas contemporâneas. Krenak, criador da União das Nações Indígenas (UNI) e da Aliança dos Povos da Floresta, duas importantes entidades para a causa indígena, fará a conferência de abertura com o tema “Da minha aldeia vejo o mundo”.

Convidados indígenas participarão do festival, dentre eles o documentarista e antropólogo Vicent Carelli, os realizadores guarani Genito Gomes, Werá Alexandre e Valdelice Veron, os cineastas do Coletivo Kuikuro de Cinema, Takumã e Marrayuri Kuikuro (MT); Patrícia Ferreira (RS), que faz parte do Júri e estará do debate sobre as mulheres no cinema indígena, junto com Glicélia Tupinambá (BA), Graciela Guarani (MS), Sueli Maxakali (MG) e Olinda Muniz (BA), com mediação de Ana Carvalho (PE), do Vídeo nas Aldeias. E, ainda, Arlete Juruna (PA) e Giliarde Juruna (PA), que vivem na Volta Grande do Xingu, na área da Usina Hidrelétrica de Belo Monte e vão compartilhar suas imagens e experiências com o público.

O projeto conta com o apoio financeiro do Fundo de Cultura do Estado da Bahia da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e patrocínio do Banco do Nordeste, via Seleção Pública de Projetos Culturais 2016/2018.

Programação – A diversidade dos povos indígenas está expressa na programação do festival com produções audiovisuais que enfocam mais de 45 etnias. O premiado longa-metragem, Martírio, integra a programação do Cine Kurumin e será exibido na sexta (14), com a presença do diretor Vincent Carelli. Entre os curtas, tem a estreia de Valdelice Veron como roteirista e diretora em “Tekoha – O Som da Terra e a estreia nacional de Política e Tradição, do Coletivo Kuikuro de Cinema que mostra a preocupação de líderes xinguanos com transmissão de conhecimento para os jovens indígenas. Uma temática recorrente nos filmes é o impacto socioambiental de hidrelétricas, mineração e agronegócio em terras indígenas. A sessão especial Volta Grande do Xingu e o debate Minha Aldeia é um Mundo: Resistências Indígenas abordam a temática.

No domingo (16), a programação conta com três animações e um curta documentário voltados especialmente para crianças. Ainda no último dia do festival, acontece a roda de conversa com o tema O Ritual no Cinema Indígena, com a participação de Alberto Álvares Guarani (MS), Werá Alexandre (SP) e Isael Maxakali (MG), com mediação de Jaborandy Tupinambá (BA), seguido da premiação de melhor curta e longa-metragem escolhido pelo Júri do festival que é composto por Ailton Krenak, Patrícia Ferreira Keretxu e Andres Carvajal (Chile).

A programação completa dos filmes, mostras e debates está no site: cinekurumin.com

6º Cine Kurumin – Festival de Cinema Indígena

Saladearte Cinema do Museu e Palacete das Artes

Salvador | 12 a 16 de julho de 2017

Abertura na Sala de Arte Cinema do Museu | 18h

Aldeia Tupinambá Serra do Padeiro

Sul da Bahia | 16 a 20 de agosto de 2017

Abertura 9h

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111093 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]