“É preciso reconstruir pilares que fundamentaram o 2 de Julho”, diz governador Rui Costa

Festejos de 2 de Julho em comemoração à independência da Bahia.
Festejos de 2 de Julho em comemoração à independência da Bahia.
Festejos de 2 de Julho em comemoração à independência da Bahia.
Festejos de 2 de Julho em comemoração à independência da Bahia.

Já são 194 anos desde a Independência da Bahia, mas o orgulho pela conquista só cresce com o passar do tempo. Uma das mais importantes datas do calendário baiano, o 2 de Julho atrai milhares de pessoas para as ruas de Salvador. O governador Rui Costa participa dos festejos, iniciados em frente ao panteão, no Largo da Lapinha, com o hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia, de Salvador e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB).

Para Rui, o contexto socioeconômico atual do Brasil reforça a importância da data. “O 2 de Julho nunca esteve tão atual. O povo baiano consolidou a democracia e a independência do Brasil com o 2 de Julho. Hoje é preciso retomar o crescimento econômico. É preciso retomar o caminho do Brasil. O povo brasileiro já sofreu demais e está exausto; há três anos vivendo uma crise dessa proporção. Chegou a hora da virada. Chegou a hora de reconstruir os pilares que fundamentaram o 2 de Julho”, afirmou Rui

Neste domingo, o 2 de Julho pinta as ruas da capital com as cores do estado e do país, atraindo pessoas de todas as idades para o cortejo cívico. Ainda na Lapinha, o governador depositou flores no túmulo do general Labatut, um dos heróis da independência e líder do exército pacificador que garantiu a vitória da Bahia contra as tropas portuguesas na histórica Batalha de Pirajá.

Durante o cortejo, os principais ícones deste capítulo grandioso da história são lembrados e homenageados, desde o início da batalha, em Cachoeira, até a expulsão das tropas portuguesas, em Salvador. Entre eles, Maria Felipa, Joana Angélica e Maria Quitéria. As fanfarras também marcam presença no desfile, tocando clássicos da música brasileira e incentivando a participação popular através das canções.

Governador Rui Costa destaca participação popular: “o 2 de Julho nunca esteve tão atual”

As comemorações pelos 194 anos de Independência da Bahia se estenderam na tarde deste domingo (2). Depois de uma intensa agenda de trabalho no interior, quando visitou cinco cidades em cinco dias, o governador Rui Costa participou de todos os atos do 2 de Julho em Salvador. Pela manhã, ele marcou presença no Largo da Lapinha, com o hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia, de Salvador e do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), e seguiu no cortejo pelas ruas do Centro Histórico.

O primeiro ato da tarde foi no 2º Distrito Naval, no bairro do Comércio, de onde Rui acompanhou o hasteamento das bandeiras do Brasil e Bahia no Forte São Marcelo e a queima de fogos, como parte das homenagens aos heróis da Independência. Na ocasião, o governador destacou a participação popular nos festejos.

“Os ideais do 2 de Julho permanecem hoje: de liberdade, independência e crescimento que gere emprego e renda para o nosso povo. Eu acho que o 2 de Julho nunca esteve tão atual. Por isso essa multidão está aqui nas ruas. Viva a Bahia! Viva o 2 de Julho!”, afirmou Rui.

Do Comércio, o governador seguiu para o Campo Grande, onde aguardou a chegada dos carros com as imagens dos caboclos, acompanhados por diversas fanfarras, filarmônicas e outras manifestações culturais. No local, foi realizada a execução dos hinos nacional e da Bahia, além do acendimento da pira com a tocha, que percorreu diversas cidades do Recôncavo Baiano.

Já nesta segunda-feira (03/07/2017), Rui viaja para Senhor do Bonfim, no centro norte do estado. Até o fim de julho, o governador pretende completar 300 viagens ao interior da Bahia. Até o momento, já foram realizadas 287 viagens e visitados 157 municípios.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108627 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]