Salvador: Zelito Miranda, Seu Maxixe, Geraldo Azevedo e Luan Santana apresentaram shows durante São João 2017

Banda Seu Maxixe leva sertanejo para o Subúrbio Ferroviário de Salvador.
Banda Seu Maxixe leva sertanejo para o Subúrbio Ferroviário de Salvador.
Terceiro dia do São João 2017 da Bahia em Paripe, em Salvador.
Terceiro dia do São João 2017 da Bahia em Paripe, em Salvador.
Banda Seu Maxixe leva sertanejo para o Subúrbio Ferroviário de Salvador.
Banda Seu Maxixe leva sertanejo para o Subúrbio Ferroviário de Salvador.
Zelito Miranda: esse é o melhor São João do Brasil. É uma felicidade muito grande fazer parte desse projeto maravilhoso, levando diversos estilos para o povo.
Zelito Miranda: esse é o melhor São João do Brasil. É uma felicidade muito grande fazer parte desse projeto maravilhoso, levando diversos estilos para o povo.

Uma verdadeira multidão acompanhou o show de Luan Santana na noite deste domingo (25/06/2017), na Praça João Martins, em Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador. O cantor encerrou o São João da Bahia 2017 com chave de ouro, apresentando para o público os grandes sucessos de sua carreira, como do sertanejo, a exemplo de’ Chuva de Arroz’, ‘Acordando o Prédio’, ‘Mesmo sem Estar’, ‘Fantasma’, entre outros hits.

Pouco antes de subir ao palco, o sertanejo comentou a felicidade de voltar à capital baiana para esse São João. “Estou muito feliz em voltar a Salvador. Toda vez que a gente se encontra, isso fica marcado em mim de alguma forma. Eu tenho certeza de que vai ser mais uma noite inesquecível, que a gente vai passar juntos. É uma iniciativa muito legal, a tradição de vocês com o São João. É muito forte, encanta, contagia a gente que vem de fora. Quando eu subir no palco, essa energia incrível que vocês têm vai me emocionar muito”.

A fã do cantor, Valquíria Queiroz , disse que estava emocionada. “Ele é maravilhoso. Acompanho a carreira dele faz muito tempo e sempre sonhei em ver um show dele, mas nunca pensei que teríamos algo desse porte aqui no subúrbio, ainda mais de graça. Estou tão feliz que não consigo nem colocar em palavras. Foi um momento inesquecível”.

Com promoção do Governo do Estado, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), o São João da Bahia remiu mais de 50 atrações na capital, e, no interior, apoiou diretamente mais de 100 cidades baianas na contratação de shows. Cerca de 270 mil pessoas curtiram as apresentações em Paripe e nos três palcos montados no Centro Histórico de Salvador desde a última quinta-feira (22). Artistas consagrados fizeram alegria das pessoas, como Flávio José, Geraldo Azevedo, Targino Gondim, Cicinho de Assis, Adelmário Coelho, Gereba, Val Macambira, Del Feliz, além de bandas como Estakazero, Cacau com Leite, Flor de Maracaujá e Trio Anarriê.

Para superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, o São João é uma festa que movimenta todo o estado. “Toda cidade tem uma fogueira, uma rua que faz uma festa. É extremamente importante para a população. Mas, além desse valioso aspecto cultural, a festa tem outras impactos positivos. Por exemplo, durante essa época, cidades como Amargosa e Senhor do Bonfim recebem um grande movimento de aluguel de casas, restaurantes e bares cheios, uma cadeia que movimenta a economia e gera renda para todo o estado da Bahia”.

Geraldo Azevedo apresenta sucessos e elogia receptividade do público

O cantor Geraldo Azevedo passou o São João 2017 na Bahia. Depois de cantar em São Sebastião do Passé e Ituberá, ele se apresenta no palco do Terreiro de Jesus, no Centro Histórico de Salvador, neste sábado (24). “Eu sinto que a Bahia tem um acolhimento e dá um estímulo muito grande ao meu trabalho. Cantar no Nordeste é bacana, mas cantar na Bahia é maravilhoso”, disse o cantor.

Geraldo também falou sobre a polêmica envolvendo a mistura de outros ritmos no São João e defendeu a preservação da tradição nordestina. Para o show no Pelourinho, o pernambucano preparou uma apresentação dançante e com grandes sucessos da carreira, como ‘Dia Branco’ e ‘Chorando e Cantando’. “Sempre que a gente vem aqui é uma receptividade muito boa dos baianos e soteropolitanos”, completou Geraldo.

Promovida pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), a programação na capital foi iniciada na última quinta-feira (22), no Centro Histórico e em Paripe, contemplando mais de 50 atrações.

Seu Maxixe leva sertanejo para o Subúrbio Ferroviário

A banda Seu Maxixe fez o Subúrbio Ferroviário de Salvador entrar no clima do sertanejo na noite deste sábado (24), terceiro dia do São João da Bahia na Praça João Martins, no bairro de Paripe. O grupo animou o público com seus maiores sucessos, como ‘Quando Amanhecer, ‘Hd (Cego, Surdo E Mudo)’, ‘Um Beijo Seu’, ‘Coração Sem Noção’ e ‘Eu Jurei’

O vocalista da banda, Berguinho, destacou a emoção de tocar no São João em Paripe pela primeira vez. “Esse é o melhor São João do Brasil. É uma felicidade muito grande fazer parte desse projeto maravilhoso, levando diversos estilos para o povo. Espero voltar nos próximos anos”, afirmou.

Promovida pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), a programação na capital foi iniciada na última quinta-feira (22), no Centro Histórico e em Paripe, contemplando mais de 50 atrações.

Zelito Miranda destaca crescimento do São João em Salvador

O forrozeiro Zelito Miranda faz a quarta apresentação da noite deste sábado (24) no palco do Terreiro de Jesus, no Centro Histórico de Salvador. Para o artista, o São João da Bahia já se estabeleceu na agenda cultural do estado. “É uma festa totalmente positiva, turística e cultural da Bahia. Salvador a recebeu com todo carinho ao longo desses anos. E ela tem crescido e ficado mais grandiosa. A gente fica muito feliz que o Governo do Estado esteja cuidando disso dessa forma. É muito importante para nós forrozeiros ter a oportunidade de ampliar esse mercado, de valorizar mais nossa carreira”, afirmou Zelito.

O repertório do show é o mesmo que aqueceu o público durante as edições do projeto Forró no Parque. “É um repertório que tem 50% de canções minhas, dos meus 13 discos e dois DVDs e 50% dos grandes mestres”, contou o forrozeiro, que também comentou sobre a presença de outros ritmos no São João. “Eu não acho que não deva ter. Agora, a trilha sonora do São João é o forró. Eu acho que tem que ter 80% de reserva de mercado para os forrozeiros”, opinou.

Neste domingo (25), Zelito se apresenta na última edição do Forró no Parque Itinerante, no Museu de Arte Moderna (MAM), no Solar do Unhão. Promovida pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), a programação do São João da Bahia foi iniciada na última quinta-feira (22), no Centro Histórico e em Paripe, contemplando mais de 50 atrações.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111097 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]