“Presidente Michel Temer quer domesticar o Ministério Público”, critica deputado Robinson Almeida

Escolha do presidente Michel Temer para PGR é criticada pelo deputado Robinson Almeida.
Escolha do presidente Michel Temer para PGR é criticada pelo deputado Robinson Almeida.
Escolha do presidente Michel Temer para PGR é criticada pelo deputado Robinson Almeida.
Escolha do presidente Michel Temer para PGR é criticada pelo deputado Robinson Almeida.

O presidente Michel Temer (PMDB/SP) escolheu a subprocuradora Raquel Elias Dodge para substituir o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no comando do Ministério Público Federal (MPF). A informação foi divulgada na quarta-feira (28/06/2017). Raquel Dodge foi a segunda colocada na escolha da categoria, o primeiro colocado foi Nicolao Dino.

Ao tomar conhecimento do anúncio, o deputado Robinson Almeida (PT) criticou a escolha, lembrando que os governos petistas de Lula e Dilma Rousseff, prestigiando o MP, escolhiam o mais votado pela categoria.

“Com a quebra da tradição democrática da escolha do mais votado da lista tríplice na escolha do procurador-geral da República, Temer dá uma demonstração inequívoca de querer domesticar o Ministério Público. Mais uma atitude de quem governa para si e não para o Brasil. Uma intervenção autoritária, típica de um governo ilegítimo que busca desesperadamente a sobrevida. Lamentável sobre todos os aspectos”, criticou Robinson Almeida.

Sobre Carlos Augusto 9506 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).