Ex-presidente Lula: provei minha inocência, quero que provem minha culpa

Ex-presidente Lula. Líder popular sofre perseguição jurídica de agentes políticos do Estado.
Ex-presidente Lula. Líder popular sofre perseguição jurídica de agentes políticos do Estado.
Ex-presidente Lula. Líder popular sofre perseguição jurídica de agentes políticos do Estado.
Ex-presidente Lula. Líder popular sofre perseguição jurídica de agentes políticos do Estado.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (20/06/2017), data em que serão apresentadas as alegações finais da defesa do processo do tríplex, que já provou ser inocente e que espera que o juiz de primeira instância Sérgio Moro leia os autos do processo para anunciar definitivamente que Lula não é o proprietário do imóvel no Guarujá. “Já provei minha inocência, quero agora que eles provem minha culpa”, afirmou.

Em entrevista à Rádio Tupi do Rio de Janeiro, o ex-presidente foi categórico quanto ao processo. “Eu espero que no Brasil para ser preso a pessoa precise cometer um crime. Se você observar a peça da acusação, você vai ver que é uma piada. Os procuradores da Lava Jato deveriam ser exonerados pela mentira que eles criaram e agora não sabem como sair dela”, declarou.

Nesta terça-feira (20), os advogados do ex-presidente apresentarão as alegações finais da defesa no processo. Na peça, os advogados comprovam que o apartamento nunca pertenceu a Lula e que, na verdade, quem detém 100% dos direitos econômico-financeiros sobre o imóvel é um fundo gerido pela Caixa Econômica Federal.

Reformas

Durante a entrevista, Lula voltou a criticar as reformas do governo Temer. “Quando se fala em reforma você induz a pessoa a pensar que vai melhorar. Uma coisa é adaptar ao século 21, o que estão fazendo é demolir as conquistas dos brasileiros”, avaliou. O ex-presidente destacou que entre 2004 e 2014, o sistema previdenciário foi superavitário. “Quando a economia está crescendo e a renda é distribuída, a previdência não tem problema de arrecadação”.

Eleições

Lula também voltou a defender a realização de eleições diretas no país. “Eles deram o golpe prometendo que iriam salvar o Brasil e a promessa não aconteceu, o país piorou. É preciso que o povo vote porque somente um presidente eleito democraticamente terá autoridade moral e politica para consertar o Brasil”, destacou o ex-presidente.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108833 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]