Vereador culpa Governo do Estado pela precariedade da saúde em Feira de Santana

Vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).
Vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).
Vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).
Vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha).

O vereador Luiz Augusto de Jesus – Lulinha (DEM) lamentou o que tem acontecido em Feira de Santana, principalmente na área da saúde, cobrando o compromisso do governador Rui Costa, que prometeu a construção de um hospital geral no primeiro semestre do seu mandato. O discurso do vereador aconteceu na manhã desta terça-feira (30/05/2017), na Câmara Municipal de Feira de Santana.

Lulinha destacou que outras cidades estão sendo beneficiadas com o trabalho da Casa de Saúde Santana, pedindo ao governador que, ao invés de interditar a unidade, construísse o hospital prometido. Ele pediu ainda ao deputado federal José Nunes (PSD) que intervisse e questionasse ao Governo sobre essa situação.

“O deputado foi informado que está o Governo do Estado está aguardando o Banco Mundial emprestar dinheiro para que, futuramente, se construa esse hospital. Estamos com dois anos de governo e vão apenas fazer uma pequena reforma no Hospital Geral Clériston Andrade, tirando de lá a obstetrícia e transferindo para o Hospital Estadual da Criança e colocar novos leitos no hospital. A previsão é de a mudança acontecer dentro de oito meses, enquanto isso pessoas com necessidades, principalmente de cirurgias ortopédicas, aguardam a realização dos procedimentos, que são de obrigação do HGCA”, destacou.

O edil ainda informou que a Unidade de Pronto Atendimento- UPA do HGCA está atendendo apenas urgências, por não receber pagamento e que os funcionários da higienização do Clériston estão de aviso prévio, pois a empresa terceirizada não recebe pagamento do Governo do Estado. “Ela está pagando os funcionários do próprio bolso”, ressaltou.

Para Lulinha, houve a permissão do secretário de Saúde do Estado, Fabio Villas Boas, para o fechamento da Casa de Saúde Santana. “Ela é o plano de saúde do pobre e mesmo com todas as dificuldades mantém o seu trabalho, realizando 300 cirurgias por mês. Não sei a quem eles querem prejudicar com isso. Acho que é o gestor do Município, porque todas as unidades da cidade estão funcionando”, criticou, se referindo ao prefeito José Ronaldo.

Lulinha disse mais que o Governo do Estado está prejudicando os feirenses e pediu a intervenção do deputado estadual Zé Neto (PT), que é também líder do Governo do Estado na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. “Acorde deputado, o senhor está perdendo liderados. As pessoas de sua base estão lhe abandonando. Queremos que o senhor intervenha, pois existem pessoas que estão aguardando cirurgias porque o HGCA não opera mais cirurgias eletivas”, alertou.

Concluindo, o edil disse que ao invés de interditar unidades hospitalares, o Governo do Estado deveria estar injetando recursos para ajudar a população de Feira de Santana.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 120816 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.