Deputado Robinson Almeida qualifica Governo Temer como “cadáver insepulto”

Cartaz anuncia protesto pelas ‘Diretas Já’ e pelo fim do ‘Governo Temer’.
Cartaz anuncia protesto pelas ‘Diretas Já’ e pelo fim do ‘Governo Temer’.
Cartaz anuncia protesto pelas ‘Diretas Já’ e pelo fim do ‘Governo Temer’.
Cartaz anuncia protesto pelas ‘Diretas Já’ e pelo fim do ‘Governo Temer’.

Em nota, divulgada neste sábado (20/05/2017), o deputado federal Robinson Almeida (PT/BA) avaliou a crise política que afeta o governo do presidente Michel Temer (PMDB/BA), apresentando analogia a um cadáver insepulto, ou seja, alguns ainda sentem falta do morto, o Governo Temer, mas todos querem enterrá-lo.

Com a delação premiada de Joesley Batista e Wesley Batista, executivos do grupo J&F, o presidente Michel Temer passou a ser investigado no STF por indício de prática de três crimes: obstrução de Justiça, corrupção passiva e organização criminosa. Nesse contexto, o parlamentar infere que o governo usurpador chega a melancólico fim, traído e abandonado pelas forças que apoiaram o Golpe Parlamentar de 2016.

— O governo golpista se sustentava em três pilares: as forças econômicas de mercado, a grande mídia e a maioria do congresso. Foi a maior empresa de alimentos que o delatou, foi o maior grupo de comunicação que noticiou e é crescente a debandada da base. A reação de Temer é retórica. Os últimos suspiros de quem está em estado terminal. Seu governo é um cadáver insepulto. — Criticou Robinson Almeida.

Protesto

Além das críticas, o deputado conclamou a população a sair às ruas, no domingo (21/05/2017), em protesto contra o Governo Temer e pelas Diretas Já!.

Ele informou que, em Salvador, está agendado evento às 13 horas de domingo (21). A concentração tem início no Campo Grande, e percorre as ruas em direção ao Farol da Barra.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9615 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).