Cadeia produtiva do cravo na Bahia ganha reforço do ministério da Agricultura e do IBGE

Audiência pública debateu cadeia produtiva do cravo na Bahia.
Audiência pública debateu cadeia produtiva do cravo na Bahia.
Audiência pública debateu cadeia produtiva do cravo na Bahia.
Audiência pública debateu cadeia produtiva do cravo na Bahia.

Sensação de dever cumprido. Com esse sentimento o deputado estadual Hildécio Meireles findou a audiência pública realizada pelas comissões de Agricultura e Política Rural e de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo, a qual preside, na manhã desta quinta-feira (25/05/2017), na Cidade de Valença, que debateu sobre o “fortalecimento da cadeia produtiva do cravo da índia e seus efeitos”.

Segundo explicou Meireles, um dos principais itens reivindicados pelos agricultores familiares da região do Baixo Sul, foi assegurado pelo presidente do IBGE na Bahia, Artur Ferreira, que é o registro da produção do cravo-da-índia no banco de dados do instituto para o mês de julho do próximo ano. E não parou por aí. Aliado a isso, o superintendente federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento na Bahia, Osanah Rodrigues Setúval, se comprometeu pelo reconhecimento e zoneamento da produção do cultivo pelo Ministério da Agricultura.

“Estas importantes medidas, sem dúvida, proporcionarão melhores condições para o crescimento do cultivo e comercialização, a exemplo de abertura de linha de crédito, dentre outros incentivadores”, comemorou, enfatizando que resta entregar apenas à secretaria estadual de Agricultura a ‘Carta do Cravo’ como reforço.

“Afinal, a nossa luta é mais do que legítima, pois apesar de o cravo da índia ser uma cultura nativa da parte oriental do planeta, encontra-se presente em quase todos os 14  municípios do Território do Baixo Sul, mas que hoje vem sofrendo um grande impacto na produção e carece de políticas públicas para voltar a expandir o cultivo,a comercialização, que mesmo em crise produz 4 mil toneladas/ano, mas já atingiu índices de 14 mil toneladas ano. Estima-se ainda que estejam interligados a cadeia produtiva do Cravo um contingente de 50 mil pessoas entre a sua produção, colheita e comercialização”, destacou.

Compuseram a mesa, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel, os deputados Heber Santana, Sidelvan Nóbrega, Samuel Júmior, Marquinho Viana, Maria Del Carmen, Mirela Macedo; Juvenal Maynart, diretor geral da Ceplac; Luís Bauduíno, representante do Ministério da Agricultura; os prefeitos de Teolândia, Lazaro Oliveira; de  Presidente Tancredo Neves , Antônio do Bó; e os vices de Valença, Humberto Malheiros, de Gandu,  Jojó e de Ituberá, Neto Baé e o presidente da FEPESBA, Raimundo Costa e o superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Marcus Vinicius Nascimento. Cerca de 550 pessoas marcaram presença.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108813 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]