Vereador cobra planejamento efetivo do Município de Feira de Santana

Cadmiel Pereira (PSC) afirma que o Município de Feira de Santana precisa urgentemente de um estudo de planejamento.
Cadmiel Pereira (PSC) afirma que o Município de Feira de Santana precisa urgentemente de um estudo de planejamento.
Cadmiel Pereira (PSC) afirma que o Município de Feira de Santana precisa urgentemente de um estudo de planejamento.
Cadmiel Pereira (PSC) afirma que o Município de Feira de Santana precisa urgentemente de um estudo de planejamento.

O vereador Cadmiel Pereira (PSC), em seu discurso na manhã desta quarta-feira (05/04/2017), na Câmara Municipal de Feira de Santana, falou sobre o fato de que o Município de Feira de Santana precisa urgentemente de um estudo de planejamento e ser dividida em quadrantes.

Para isso, o vereador está pedindo, através de uma indicação à Secretaria de Planejamento, que seja feito o zoneamento da cidade para que se tenham limitações em regiões geográficas e melhor fazer um planejamento de atividades e atendimento de políticas públicas.

“Quando chegamos em cidades maiores, principalmente capitais, temos um zoneamento das mesmas em norte, sul, oeste e outros. O mesmo não existe aqui. Com esse zoneamento e as informações que ele traria, seria mais fácil realizar o planejamento da cidade”, explicou.

O planejamento seria, de acordo com o vereador, para saber as informações de cada região, ter noção de quais são as suas necessidades e tornar a organização mais fácil. “Existem territórios que, com o programa Minha Casa, Minha Vida, por exemplo, sofreram um aumento populacional grande que não era esperado. Isso aconteceu com bairros como a Mangabeira, Santo Antônio e Aviário. Onde antes se tinha 15 mil habitantes, só em nove prédios do Programa, se tem 21 mil a mais”, exemplificou.

Segundo Cadmiel, o objetivo é ainda mensurar o quantitativo de transporte público, unidades de saúde, escolas e creches que cada região necessita. “Precisamos que Feira entenda que a região norte é a que vai para o bairro da Cidade Nova. A região Sul é a que vai para o Tomba. Logo, aprendemos na escola que tudo que está ao norte e oeste é região nordeste, então a Mangabeira e o Santo Antônio fazem parte da região Nordeste. Tudo salutar e simples. Por que não fazemos um decreto e buscamos o entendimento sobre quais bairros compõem quais regiões?”, questionou.

Tudo isso, ainda conforme o edil, para que se entenda e planeje o atendimento à população em qualidade, eficiência, eficácia e em projetos que venham melhor assistir à população, haja vista que o número populacional irá mexer nos dados de povoamento e densidade. “Existem bairros que são muito grandes, mas pouco povoados. Tem bairro que é pequeno, mas densamente povoado. Isso traria um melhor equilíbrio na distribuição de vacinas, de atendimento de CRAS, de atendimento em número de creches”, observou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109818 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]