Senador Otto Alencar relata dados da degradação ambiental do rio São Francisco e apela ao presidente da República que determine a imediata revitalização

Senador Otto Alencar alerta para elevado nível de degradação ambiental do rio São Francisco.
Senador Otto Alencar alerta para elevado nível de degradação ambiental do rio São Francisco.
Senador Otto Alencar alerta para elevado nível de degradação ambiental do rio São Francisco.
Senador Otto Alencar alerta para elevado nível de degradação ambiental do rio São Francisco.

Em entrevista concedida à TV Senado, na terça-feira (28/03/2017), o senador Otto Alencar (PSD-BA) relatou dados que indicam o elevado nível de degradação ambiental do rio São Francisco. Na avaliação do senador, as análises apontam uma acentuada diminuição do volume de água do rio, cumulado com a seca que afeta os rios perenes, responsáveis por abastecer o sistema hídrico do São Francisco.

Otto Alencar informou que, em reunião com o presidente Michel Temer (PDMB/SP), alertou para a urgente e necessária revitalização do sistema hídrico do rio São Francisco. Ele sugeriu que o presidente decrete situação de emergência do rio e determinando medidas para a recuperação do Velho Chico (rio São Francisco).

O senador concluiu a entrevista alertando que se nada for feito, em 15 anos, não haverá água para geração de energia e transposição para estados do Nordeste.

Confira vídeo

Sobre Carlos Augusto 9448 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).