Pesquisadores de Milão promovem debate sobre controle da tuberculose na Bahia

Pesquisadores de Milão promovem debate sobre controle da tuberculose.
Pesquisadores de Milão promovem debate sobre controle da tuberculose.
Pesquisadores de Milão promovem debate sobre controle da tuberculose.
Pesquisadores de Milão promovem debate sobre controle da tuberculose.

Uma tosse, seguida de febre, pode ser um simples resfriado. Mas, se a situação se prolonga por mais dias e são adicionados sintomas como emagrecimento, sudorese, prostração, eliminação de sangue e dificuldade de respiração é sinal da presença de um problema mais grave: a tuberculose. Muito temida no passado e responsável por inúmeras mortes, atualmente, se tratada adequadamente, há chances de um bom prognóstico para o paciente. Apesar disso, a Bahia ainda dispara como o terceiro estado da Região Nordeste, com maior índice de novos casos da doença.

Dados estaduais dão conta de que, entre 2013 e 2015, mais de 14 mil pessoas tiveram tuberculose e 1,1 mil morreram por complicações da doença. Para discutir a temática, os avanços no tratamento da doença e trocar experiências entre os procedimentos adotados no Brasil e na Itália, o Hospital São Rafael (HSR), promoverá um debate sobre o tema, reunindo especialistas de centros de referências Milão e do Brasil.

Na ocasião, serão debatidos temas como: Novas Abordagens para o Diagnóstico da Infecção e Doença (em inglês), pela doutora Daniela Cirilo, chefe da Unidade de Patógenos Bacterianos Emergentes e do Laboratório Supranacional de Referência da TBInstituto Científico San Raffaele, Milão; a Diversidade Genética de Mycobacterium tuberculosis em Salvador, Brasil: Distribuição Geográfica e Multirresistência, pela pesquisadora da Fiocruz e doutora em Patologia Humana, Theolis Barbosa; e Tuberculose Multirresistente: Aspectos Epidemiológicos e Clínicos no Brasil e na Bahia, pela doutora Eliana Matos, pneumologista e coordenadora do Ambulatório de Tisiologia do Hospital Otávio Mangabeira.

O evento, gratuito, e voltado para médicos, pesquisadores, enfermeiros, estudantes da área de saúde e demais interessados pela temática, ocorrerá no na quinta-feira (30.03), das 9h às 12h30, no auditório da instituição de saúde.  A abertura e o encerramento do evento serão feitos pela diretora médica, Liliana Ronzoni, e gerente médica, Ana Verena, juntamente com o coordenador de pesquisa, Luis Correia – todos do Hospital São Rafael.

A Doença

De acordo com o infectologista do HSR, Márcio Oliveira, a tuberculose ataca, principalmente, os pulmões, mas também pode afetar outros órgãos como os rins. A doença infecto-contagiosa é causada pelo Bacilo de Koch (BK) ou Mycobacterium Tuberculosis. O contágio ocorre através da fala, tosse ou gotas de saliva e é mais comum em locais aglomerados. Ainda de acordo com ele, condições como falta de higiene, má alimentação e alcoolismo também podem baixar a resistência e favorecer o aparecimento do problema.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108862 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]